• Digitalização da informação: uma reflexão

    A tecnologia da informação e a digitalização tem proporcionado cada vez mais a experiência “no place”, “no time” e “no matter”. A velocidade e capacidade de processamento e disseminação de textos, imagens e vídeos mudou a forma como as pessoas se relacionam com o ouro moderno – informação.  Interessante também é observar que existe perversa dicotoma entre: a medida que aumentam as formas de controle sobre a vida das pessoas como romanceado por George Orwell em “1984”, tanto mais se perde o controle sobre o domínio das imagens pessoais e direitos de veiculação e controle sobre o armazenamento e disseminação de conteúdo indevido.

    Observe atentamente a foto abaixo e reflita:

    Imagem daqui.

    Repare que o fato da digitalização descentralizar o poder midiático das mãos dos “impérios da comunicação”, ao transformar cada indivíduo em gerador e disseminador de conteúdo, ao mesmo tempo entrega à sociedade despreparada e com inversão de valores um perigoso poder relacionado ao uso do “ser e do ter”, no tocante a alimentação de redes de informação e formação de opiniões para a construção do futuro.


    Related Posts with Thumbnails
    facebook twitter Google Buzz MySpace delicious

    Espalhe por ai:

    Comentários


    Não existe nenhum comentário, então seja o primeiro!

    Deixe seu comentário

    Os comentários podem ser moderados. Não são aceitas mensagens com conteúdo preconceituoso, discriminatório, ofensivo e com linguagem grosseira ou obscena. Também não são aceitas mensagens que caracterizem spam ou que estejam fora do contexto do blog.

    O blog não se responsabiliza pelos comentários efetuados por terceiros e se reserva o direito de, a qualquer tempo, retirar qualquer mensagem publicada.

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>