• Porquê tenho que estudar Filosofia, Antropologia e outras matérias chatas no primeiro ano de faculdade?

    Muitos estudantes universitários questionam o porquê de se estudar matérias como Filosofia, Sociologia, Antropologia e outras, normalmente no primeiro ano de faculdade. A ansiedade e a avidez por aprender assuntos específicos e ainda, a pressão para resultados rápidos no mercado de trabalho, somados a pouca idade e a ainda limitação da capacidade de enxergar a vida em 360 graus faz com que os jovens subestimem alguns aspectos pertinentes sobre a graduação superior.

    No Brasil, os cursos superiores são classificados em quatro tipos: bacharelado, licenciatura, tecnológico e sequencial. Segundo o MEC (Ministério da Educação), o bacharelado é o curso superior que “confere ao diplomado competências em determinado campo do saber para o exercício de atividade acadêmica ou profissional” e normalmente estruturada em 4 anos curriculares. Os bacharéis são os ‘produtores de conhecimento’, ou seja, os cursos com essa definição possuem uma formação orientada aos saberem gerais e específicos, conferindo ao discente a capacidade de compreender o “de onde vim e para onde vou” a partir de uma área do conhecimento científico.

    A Filosofia, mãe de todas as ciências, estuda e investiga as origens do conhecimento, a existência e a verdade a partir da argumentação lógica e do pensamento (raciocínio). Oras. E o que mais faremos dentro das empresas, senão argumentar de maneira lógica através do uso do raciocínio crítico? A Filosofia não trata das partes específicas, mas sim a partir de diversas áreas da investigação científica, como a lógica, metafísica, epistemologia, ética, política, artes. Esquecem os jovens que toda formação humana é essencialmente fruto de uma discussão filosófica, acurada pela experiência. Já a Sociologia é a ciência que estuda o comportamento do ser humano enquanto membro de grupos e dos fenômenos sociais. Oras, mais uma vez, o que é uma empresa senão o agrupamento de pessoas com determinados comportamentos que originam diversos fenômenos sociais? Do mesmo modo, a Antropologia tem como objeto o HOMEM e sua identidade formatada pelas culturas e pelas diversidades.

    Como objetivo, a formação acadêmica superior – bacharelado –  propõe-se a incutir no jovem um cunho pluralista, imerso em uma correta visão enquanto cidadão, ser humano e notório especialista em uma área específica do conhecimento com uma destacada capacidade de olhar para fora e para dentro de si mesmo com vistas para a construção do conhecimento futuro.

    Related Posts with Thumbnails
    facebook twitter Google Buzz MySpace delicious

    Espalhe por ai:

    Comentários


    Não existe nenhum comentário, então seja o primeiro!

    Deixe seu comentário

    Os comentários podem ser moderados. Não são aceitas mensagens com conteúdo preconceituoso, discriminatório, ofensivo e com linguagem grosseira ou obscena. Também não são aceitas mensagens que caracterizem spam ou que estejam fora do contexto do blog.

    O blog não se responsabiliza pelos comentários efetuados por terceiros e se reserva o direito de, a qualquer tempo, retirar qualquer mensagem publicada.

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>