• Nike pisa na bola ao veicular material sobre anticorinthianos

    As brincadeiras que acontecem entre os torcedores rivais, desde que não passe de formas descontraídas e sem discriminação e episódios de desrespeito são sempre bem-vindas e fazem parte da dinâmica do esporte. Qualquer coisa além disso, se torna combustível para confrontos desnecessários e que podem beirar o fanatismo e selvageria, atos que não combinam em nada com o que o próprio esporte deve suscitar: entretenimento, lazer e saúde.

    Hoje é  um dia especial para os Corinthianos, afinal o clube disputará e com méritos a sua primeira final de uma taça Libertadores da América, contra o calejado Boca Júniors. O jogo coloca frente a frente dois países que são eternos rivais no futebol e ainda, alimenta o cenário jornalístico e cotidiano com notícias, estatísticas, fomenta a economia que gira ao redor da peleja, piadas e conversas de botequim. E claro, mexe com a fé e paixão de milhões de pessoas que torcem a favor ou contra. Recentemente, uma brincadeira fomentada pelos torcedores do clube do Parque São Jorge cresceu nas redes sociais. A ideia dos anti-corintianos é uma alusão aos torcedores rivais que, naturalmente torcem contra a equipe preta e branca. Comportamento normal que, no sentido contrário, também aconteceria e acontece, ou seja, as pessoas torcem a favor de seu time de coração e contra os times rivais. Tal brincadeira ganhou corpo e ultrapassou as “fronteiras” da internet passando a ser usada em matérias jornalísticas. Tudo normal e corriqueiro, fazendo parte do metier do futebol.

    Entretanto, uma ação me chamou a atenção. A Nike, patrocinadora oficial do Corínthians e de tantos outros clubes, efetuou uma comunicação mercadológica em jornais usando a  brincadeira dos anti e a emoção como pano de fundo para reforçar a marca durante o evento (jogo). Ao direcionar o anúncio “à maior torcida do Brasil” – no caso, os anti-Corinthianos – a Nike cria uma celeuma para ela mesma, afinal a marca é consumida e possui simpatizantes entre todas as torcidas e, além disso, oficializa uma brincadeira, vinculando-a  como se fosse palavras dela e não do próprio clube (Instituição Corínthians), reforçando um sentimento separatista entre as pessoas e, isso, sim, pode ser perigoso.


    Outra marca já teve problemas ao misturar a paixão com rivalidade entre clubes e torcidas, no futebol. Veja aqui.

    Related Posts with Thumbnails
    facebook twitter Google Buzz MySpace delicious

    Espalhe por ai:

    Comentários


    1. Não achei que a Nike “pisou na bola”, não. Pois a brincadeira ficou suave.

    2. Acho q a Nike foi bem, com uma fala bem atual e recorrente mostra seu posicionamento. Ate o ano passado ela NAO patrocinava outros times no Brasil, este ano extendeu para mais outros 4. Porem ela se mostra forte junto ao seu publico alvo.

    3. A Nike pisou na bola… e feio!!
      Ela jogou no lixo seu relacionamento com milhões de brasileiros. Vai perder venda de camisas de muitos times que ela patrocina, inclusive do meu.
      Ela inclusive se esqueceu de que patrocina o próprio Boca !!

    4. Não pisou na bola? Ficou suave? Só se for pra quem não liga pra futebol, porque pra quem realmente gosta e sente a rivalidade, isso aí foi uma grande merd@!

      E o posicionamento foi do tipo: quem não gosta do corinthians e ler isso aí, jamais comprará minha marca. Eu mesmo não…nunca comprei e agora só reforçou minha imagem negativa perante a marca.

    5. Se a Nike pisou na bola ou não, saberemos quando os resultados das vendas vierem.

      Eu particularmente acredito que não foi uma atitude das mais inteligentes por parte do departamento de marketing da empresa, afinal no Brasil existem mais de 192 milhões de habitantes e, se existirem mesmo os 30 milhões de corinthianos de que tanto falam, estão desprezando 162 milhões de brasileiros.

      Jogar pela lateral 162 milhões de possíveis clientes é pra quem não está querendo vender nada mesmo.

    6. A Nike sempre foi um lixo de patrocinio mesmo.

    7. Quanta falácia. Toda essa argumentação rebuscada para cair no vazio?
      No final, qual foi o pecado da nike além de uma possível cagada de marketing?
      Não houve nenhuma incitação ao ódio ou violência. Falou tanto, mas você também não está aguentando a brincadeira. Só porque a empresa tem um peso e credibilidade enormes e está do nosso lado?
      Não se preocupe, nesse momento você já deve ter percebido que a maioria dos apresentadores dos programas de TV da maioria dos canais também estão. Somente a copa do mundo conseguiu tanto espaço na mídia… kkkkkkkkkk

    8. Na minha opinião não houve “pisada de bola”.
      A Nike não mentiu, foi sincera no texto.

      A Nike trabalha com um produto que envolve paixão. E nessa área ou se tem e se usa … ou não.

      Parabéns para os “marketeiros” da Nike.

    9. acho que se a pessoa torce para o São Paulo, logicamente não vai comprar uma camisa do Corinthians, e se os são paulinos vão deixar de comprar qualquer peça da nike por conta disso, só lamento pela pessoa, que tem uma mente fechada, acho que ela foi muito bem em “defender” um de seus investimentos.

    10. Texto que revela todo o “mau-caratismo” desta corporação suja, vil, criminosa e facínora que é a Nike. Quanta hipocrisia, idiotice, falta de coerência e sobretudo de sentido e lógica neste texto.
      Rivalidade, desde q sem violência, faz parte do esporte e é para ser aproveitada. Vai dizer q o CUrinthiano não torce contra Palmeiras, spfc, Santos etc? Claro q sim. E dizer q não é hipocrisia pura ou simplesmente não ligar de fato para o esporte e ser só um daqueles palhaços q só aparecem para se vangloriar nas vitórias.
      Mas não é difícil de se imaginar de onde surge isto, pois é um tipo de texto muito comum para extremistas e fanáticos religiosos, nazistas, etc. Se achar superior e se vc não é “por nós” vc é “contra nós”. Triste ver este tipo de visão fechada e extremamente perigosa no esporte, que não era para ter isto.
      E Nike, vc sim é maloqueira. E faz muita gente sofrer no mundo inteiro com trabalho escravo, exploração, competição desleal, desonestidade, operações ilegais e imorais e ainda torna milhões de pessoas zumbis consumistas de seus modismos tolos, desnecessários e q ainda são desenvolvidos e feitos com todas as atrocidades q já citei.

    11. Mamãe, o mamãe estão zoando o meu time mamãe, pede pra eles parar pfv…huahauhauaha. Zoar, todo mundo gosta, agora quando é com a gente, e descriminação, estão incitando a violência é bullying. Não vi nada de mais é só uma brincadeira,
      se fosse com o corinthians seria engraçado, agora é com o seu time, e ficam indignados. Vão virar homem faz um favor.

    12. Parabéns pelo post, além de criativo você mostrou outro ponto de vista.

    13. Pisada de bola é o cacete!!!
      vocês que ficam chorando ae são anti-corinthianos,e se sentiram “ofendidas”…
      eu não sou corinthiano,mas achei que foi uma brincadeira saudável !

      parem de chorar por pouca coisa

    14. Palmeirense que é palmeirense não compra Nike!
      Diga não ao trabalho escravo e infantil.

    15. Vixe…tem gente que não entendeu nada.

      A questão não é ser uma “zoada” de futebol ou não, e sim uma marca famosa fazer isso: tomar partido como se fosse torcedora do Clube…

    16. Que pisada de bola? Acham que a Nike vai perder sua força no mercado por conta de meia duzia de torcedores fanáticos? Isso tudo não passa de uma brincadeira. Se tem o direito de torcer contra, tem que saber aceitar. A torcida do contra faz parte do futebol. Se torço para um time, automaticamente torço contra os outros, é a natureza do torcedor. E o que está escrito procede, os anticorinthianos sofreram bastante com esse título. Quem se sente ofendido não tem o direito de ofender também. A Nike faz isso com todos os times que patrocina.

    17. SÓ POR CURIOSIDADE!
      PARA QUE TIME O AVEMARKETING TORCE?
      E PRINCIPALMENTE PARA QUEM ELE ESTAVA TORCENDO NA FINAL??
      E COMO ESTA SE SNTINDO COM O CORINTHIANS CAMPEÃO???

    18. Só achou que foi uma “pisada de bola” quem é anti corintiano .

    19. Na boa, não torço para o Corinthians, sou Santista e acho que não foi uma pisada na bola. Isso é jogada de marketing e que tah surtindo efeito já que a Nike tah conseguindo a atenção e veiculação que quer. Na boa, só reclama quem é anti-corinthiano, pq torcedor de verdade, torce a favor de seu time e não perde tempo querendo que o outro perca, a menos que esteja em uma partida contra o seu. Quando meu Peixe ganha do Corinthians, eu grito “ch#p@ seus FDP”, assim como grito qdo meu time ganha de qualquer outro. Agora, se o Corinthians tá jogando com outro time ou o palmeiras ou o SPFC, eu to c@g@ndo e @nd@ndo pra isso, o importante é meu time. O fato é que a Nike quis cutucar alguns e conseguiu, pois esse ódio faz com que as pessoas comentem sobre a marca e veicule seu nome. Simples assim…

    20. Pessoal, primeiramente, obrigado pela visita.
      Não estou criticando o Corínthians, pelo contrário, todas as menções positivas são meritórias e só enobrecem a grandeza do clube e a importância da sua torcida. Minha opinião é sobre o discurso vazio e pelo fato de uma empresa ter oficializado essa retórica. Exemplo: quando alguém diz que “todo corintiano é bandido”, trata-se de um discurso vazio (e preconceito). Pode até caber em piadinhas entre amigos, mas nunca oficializado em uma comunicação de alguma empresa/parceiro.
      Abçs.

    Deixe seu comentário

    Os comentários podem ser moderados. Não são aceitas mensagens com conteúdo preconceituoso, discriminatório, ofensivo e com linguagem grosseira ou obscena. Também não são aceitas mensagens que caracterizem spam ou que estejam fora do contexto do blog.

    O blog não se responsabiliza pelos comentários efetuados por terceiros e se reserva o direito de, a qualquer tempo, retirar qualquer mensagem publicada.

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>