• Vendedor de chá

    Frequentemente somos surpreendidos pela forma como alguns serviços são prestados. Alguns, possuem peculiaridades tão pitorescas que acabam virando cultura de uma região ou país (reveja o sorveteiro turco). O fato é que a qualidade dos serviços é determinada pelos procedimentos durante a realização do mesmo e da percepção durante e após o encerramento deste, pelo cliente/consumidor.

    O vendedor de chá tailandês consegue, na execução do serviço, agregar valor devido ao modo e habilidade pessoal com que emprega seus serviços. O produto em si, torna-se pequeno diante do conjunto todo da prestação do serviço. Show!

    Espalhe por ai:
  • Diferencial e o trabalho

    Na minha humilde opinião, trabalho e arte estão intimamente ligados. A relação do trabalho com o prazer deve ser condição sine qua non para a harmonia da vida. Infelizmente, para muitos, o trabalho tem um espectro de desgosto e desprazer, sensação que emergiu no mundo moderno a partir da revolução industrial. Dentre as várias teorias motivacionais existentes, destaco para este post o entendimento acerca das “Teorias X” e “Y”. Para McGregor  (McGREGOR apud ROBBINS, 2004, p.205) os gestores possuem duas visões distintas dos trabalhadores e sua relação com a motivação para o trabalho. Uma visão é o contexto negativo delineado pelo autor como “Teoria X”. Neste contexto, o homem tem uma aversão ao trabalho e precisa de controle excessivo para que suas responsabilidades sejam executadas. Já, ao contrário, na “Teoria Y”, a visão é positivista, ou seja, o homem trabalha e o faz pelo prazer.

    A medida que compreendemos a necessidade da gestão de marketing e o desenvolvimento de diferenciais competitivos que outorguem às empresas a possibilidade de atingir objetivos com produtividade, evidenciamos a importância do trabalho humano individual e coletivo, principalmente o realizado com prazer e competência.

    Para ilustrar, assista o vídeo abaixo com uma demonstração fantástica de um diferencial realizado durante o atendimento ao cliente por um sorveteiro na Turquia, que aproveita o momento de relacionamento com o cliente para encantá-lo.

    Espalhe por ai: