• Boa ideia une publicidade móvel com economia de combustível

    Olha que ideia bacana. A ‘S-Oil’ – rede coreana de postos de combustíveis – implantou um método bem simples e eficiente de indicação de vagas para os motoristas e, assim, diminuir o consumo desnecessário de combustível.

    Claro que a medida, economicamente e ecologicamente interessante torna-se propícia ao negócio de combustíveis porque veicula a marca da empresa por vários estacionamentos das cidades.


    S-Oil HERE balloon por DailyBestVideos

    Espalhe por ai:
  • Faça do seu negócio uma arte: lições do vendedor de algodão doce

    É possível extrair várias lições para a vida empresarial e para nossas carreiras, a partir do exemplo de habilidade do vendedor de algodão doce, demonstrada no vídeo acima.

    1. Faça do seu negócio uma arte. Infelizmente, em algum momento da história da humanidade, o homem dissociou o trabalho das artes, e isso foi um dos grande erros cometidos por nós. Trabalhar é e pode ser um Estado de Arte, e, não deve ser encarado como uma obrigação e uma “praga”, ou algo chato. Mesmo os trabalhos mais burocráticos e repetitivos podem ser construídos com prazer e com foco na satisfação de todos os envolvidos.

    2. Entusiasmo. Estar entusiasmado é acreditar no que faz. A origem da palavra remonta a ideia de “ter um Deus dentro de si”. Acontece que algumas pessoas não acreditam no trabalho que estão executando ou, o fazem mecanicamente, sem conhecer as razões e correlações com as outras atividades.

    3. Conhecimento técnico. Assim como cada profissional envolvido, as empresas precisam ser suficientemente boas naquilo que se destinam a fazer. Não há mais espaço para medianos.

    4. Tenha diferenciais. Da mesma forma que não suportamos mais a mediocridade, não toleramos a mesmice. O mesmo enjoa e perde o valor muito rápido. Por isso, as empresas precisam ser reinventadas e proferir melhorias contínuas, com algumas doses de inovações, surpreendendo positivamente os clientes.

    5. Tenha controle sobre seu negócio. Estabelecer parâmetros para mensurar os resultados do seu negócio é ação fundamental para projetar novas ações e saber se os objetivos estão sendo alcançados.

    6. Esteja comprometido com a satisfação do cliente. Em se tratando de serviços, esteja sempre comprometido com a total satisfação do cliente, muito mais do que com o lucro, em um primeiro momento. O lucro deve ser decorrente desta satisfação e vir a médio  e longo prazo. Preocupar-se com o resultado para o cliente é uma das formas de se estabelecer uma boa cadeia de valor em serviços.

    7. Inove. Faça algo novo, ou melhor do que qualquer um já tenha feito. A inovação pode vir a partir dos processos envolvidos no serviço ou no próprio serviço em si (modelo de negócio).

    8. Faça-se presente. Esteja sempre visível para seu público-alvo. Mantenha-se onipresente ou, pelo menos, esteja onde seu target está e com isso aumentará suas chances de faturamento.

    Espalhe por ai:
  • Candy Project – Balas de semáforo

    A partir de um espírito solidário e, para provar que palavras bem empregadas podem modificar o dia a dia de uma pessoa, Will Ferrari Jr, Alexandre Freire e o ilustrador Guilherme Cruz,  planejaram e conceberam melhoria na apresentação de venda dos produtos/balas do jovem Thiago (vendedor de balas em esquinas e semáforos), com o emprego de frases na “medida certa”. A ação criou muito mais empatia com os clientes e, em conjunto com o modo simpático de abordagem do vendedor, resultados significantes foram conseguidos. Bela iniciativa e ação!

    Espalhe por ai:
  • O voluntário anônimo

    Assistimos todos os dias um índice crescente de aspectos sociais negativos, com seqüelas e soluções de continuidade imensuráveis na saúde, educação e segurança pública.

    Assistimos também o comodismo de muita gente que, acreditando ser invulnerável a todo e qualquer sinistro, esquivam-se de compartilhar, estão sempre com pressa, ignoram colaboração coletiva e omitem-se no próprio egoísmo. Lamentavelmente essas pessoas inertes ainda comungam aquela máxima de que: “pago meus impostos e exijo meus direitos”. Está na hora de rever seus conceitos. Está na hora de ver o que se passa na sua rua e no seu bairro. Há muita atividade que poderia melhorar o convívio e a vida das pessoas se cada uma delas absorvesse o espírito do voluntariado. De uma simples ajuda a grandes mutirões se consegue resultados espetaculares e os beneficiados são para todos, sejam crianças, jovens e adultos.

    Quem ainda comunga que o governo é culpado daquilo ou disso está vendo a vida passar e não se coaduna com a cidadania plena entre seres humanos. Há pessoas que são capazes de destinar horas passeando com cães, mas não se oferecem para levar os idosos num dia de sol na pracinha mais perto de casa. Solidarizam-se com semelhantes somente na época do natal e acreditam que estão aumentando seus créditos com Deus para após a morte entrarem no céu. Ora, está na hora de se trabalhar o hoje. Viver e atuar com espírito de grupo, compartilhando e ajudando no que for possível. Bem perto da sua casa há um posto de saúde, um hospital, uma escola, uma creche. Por que não ajudar com uma hora por dia como voluntário. Há tantas maneiras de colaborar que você vai se surpreender quando conhecer o interior dessas repartições.

    No Instituto dos Cegos de Londrina, estado do Paraná, por exemplo, os voluntários anônimos, gravam fitas de livros inteiros, poesias, contos, crônicas, para que todos os deficientes visuais possam ter a “leitura auditiva”. Um trabalho emocionante porque proporciona uma viagem pelo universo da imaginação.

    Nos hospitais que tratam do câncer em vários pontos do país, o expediente administrativo pode ser auxiliado com o mínimo de domínio do computador, para ajudar no preenchimento dos formulários, por exemplo. Ou ainda auxiliar na cozinha, recolher donativos, levar uma palavra aos doentes ou simplesmente visitar as pessoas que estão internadas.

    Nas creches, que tal servir a merenda para as crianças uma vez por dia? Compartilhar do momento do recreio e voltar no tempo, para que a dormência lúdica que existe em cada um de nós floresça novamente e produza em nosso metabolismo as boas endorfinas da alegria e felicidade.

    Pessoas aposentadas e felizes, em muitas partes do país, se solidarizam com escolas de periferia e lá ensinam crianças a jogar xadrez, dama, dominó e a montar os deliciosos quebra-cabeças. São essas atividades que fazem as crianças e os jovens terem a boa disputa esportiva e conhecer a verdadeira relação de vitória e derrota. Molda-se o caráter através da prática do raciocínio. Não há agressões de impactos.

    Ações voluntárias fazem muita diferença porque estreitam laços, resgatam convívios de amizade, eliminam a vaidade humana e aproximam as pessoas no entendimento de que o bom mesmo na vida é ser e não ter.

     Aos que desejarem orientações para encontrar uma vaga de serviço voluntário ou outras informações sobre o tema, podem procurar o Planeta Voluntários é um site não governamental, apartidário e ecumênico, criada em maio de 2009 por iniciativa do empresário Marcio Demari, da empresa  Guia Publicidade ,  sediada em  Londrina, Paraná,  com a visão de desenvolver a cultura do trabalho voluntário organizado, que leva o serviço voluntariado a auxiliar  milhões de brasileiros e entidades que necessitam de  todo tipo de ajuda.O site conta com uma Rede Social que cruza as informações dos voluntários com  as instituições cadastradas, sendo um elo entre elas. www.planetavoluntarios.com.br

    WILMAR MARÇAL, professor universitário, assessor e palestrante educacional.Ex-Reitor da Universidade Estadual de Londrina, Paraná.

    Espalhe por ai:
  • Mais de 75% dos brasileiros consideram sua situação financeira boa ou excelente

    Na recente pesquisa ‘Confiança do Consumidor do 3º trimestre de 2012’, divulgada pela Nielsen, foi mostrado que, nos próximos meses, os brasileiros consideram que suas finanças pessoais serão excelente ou boa. O percentual é o mais elevado da América Latina. No trimestre anterior, esse índice era de 73%. Agora, chega a 77%.

    A confiança do consumidor brasileiro também cresceu quatro pontos, atingindo 110; e também está acima da média da América Latina, com 94. Consequência desta confiança é a forma que o consumidor pretende gastar o dinheiro excedente. 41% quer utilizar com entretenimento fora do lar, prioridade que no trimestre passado era quitar dívidas e empréstimos.

    De acordo com o analista de mercado da Nielsen, Claudio Czarnobai, a prioridade de gasto se modificou porque acompanhou a recuperação do governo frente à economia nacional. “A aposta do governo em ações de incentivo ao consumo aliada à manutenção de baixas taxas de desemprego torna o brasileiro ainda mais confiante para gastar com opções consideradas mais supérfluas”.

    Preocupações

    Enquanto a maior preocupação na América Latina é a estabilidade com o emprego (18%), o brasileiro se diferencia novamente e tem como a sua primeira preocupação o equilíbrio no trabalho e na vida (20%). Em seguida vem a saúde, com 17%.  Educação e sustento dos filhos e economia estão na terceira e quarta posição, com respectivamente, 11% e 10%.

    E se tratando de economizar, muitos se engajaram na redução das despesas domésticas. Sendo assim, 61% dos brasileiros gastaram menos com roupas novas e 58% reduziram gastos telefônicos. Mas, quando questionado se permanecerá nesta economia quando sentirem as condições econômicas melhorarem, apenas 32% continuarão gastando menos com roupas novas e 43% com despesas telefônicas.

    “Apesar das oscilações ao longo do ano, o brasileiro mantém alta confiança no seu poder de compra e na economia nacional, porém também atento com reduções de despesas. O maior nível de preocupação com saúde e educação do que o restante da América Latina reflete nitidamente os problemas estruturais do país, que são grandes entraves para um crescimento econômico ainda maior”, finaliza Czarnobai. Fonte: Nielsen Brasil / Twitter: @nielsenbr

    Espalhe por ai: