• A arte de extrair boas respostas do entrevistado

    Uma das características de bons comunicadores é a capacidade de extrair o melhor dos seus interlocutores e do assunto em pauta. No meio jornalístico, destaca-se o profissional que consegue lidar com as notícias de maneira ética e com qualidade. O jornalismo é uma área da comunicação social que, dentre outras atribuições, torna público fatos (notícias) e, devido ao contexto poderoso (Teoria da Abordagem Empírica) que as informações e meios de comunicação possuem sobre os indivíduos, deve ser praticado por indivíduos preparados e competentes para tal atividade.

    Baseado nos quatro conceitos que formam uma das bases jornalísticas –  novidade, proximidade, tamanho e relevância – os jornalistas devem reconhecer os fatos que farão parte da produção jornalística e preparar cuidadosamente a abordagem de acordo com o tipo de fato e respeitando a imprevisibilidade dos acontecimentos.

    O vídeo abaixo mostra um crasso erro de abordagem, provavelmente causado devido a ansiedade que acometeu o jovem repórter para cumprir sua missão baseada nos conceitos descritos acima. Inconscientemente, o entrevistador conseguiu uma ótima resposta, mais em função do comportamento de cidadania do entrevistado do que pela capacidade jornalística do profissional.

    Espalhe por ai:
  • Crowdfunding

    Já ouviu falar de Crowdfunding? A ideia carregada por trás desta palavra é bem interessante, afinal, Crowdfunding, ou crowdsource funding, são todas as ações de financiamento ($) colaborativo / coletivo. Em resumo, trata-se de investimentos coletivos (doações) em ideias de terceiros. Funciona mais ou menos assim: 1º. Você tem uma ideia de negócio, projeto de cunho social, esportivo, ambiental, site, blog ou qualquer outra coisa. 2º. Divulga essa ideia (normalmente na internet) solicitando grana para viabilização da mesma. 3º. Várias pessoas colaboram – a doação é prevista no Código Civil, nos artigos 538 a 564, devendo ser declarado para o Imposto de Renda a partir de R$ 1.000,00 –  com pequenas quantias em dinheiro, em ambiente de pagamento seguro, até você atingir seu objetivo. 4º. O autor da ideia recompensa essas pessoas de alguma forma, posteriormente.  Legal, não?

    Mas, na prática, isso existe de verdade? Sim, claro. O maior exemplo de projeto que sobrevive exclusivamente de Crowdfunding é o Wikipedia. Outro exemplo bem conhecido, porém baseado na mídia televisiva é o Criança Esperança. Os projetos colaborativos não são tão raros assim, atualmente já existem vários sites que agregam ideias na tentativa de gerar financiamento coletivo. Muitos permitem a colaboração coletiva de valores pequenos, como R$ 10,00. Alguns merecem destaque, tais como:

    Dos citados acima, o Mobilize possui uma característica peculiar, pois está totalmente baseado dentro do Facebook a partir de aplicativo, o que permite que qualquer fan page seja transformada em uma campanha de crowdfunding.

    Bem, evidente que, aos interessados em divulgar seus projetos, não basta cadastrar  seu projeto em algum agregador e aguardar “milagrosamente” o dinheiro oriundo dos finaciamentos colaborativos entrar em sua conta. Coloque-se do outro lado, afinal, você financiaria ou doaria uma quantia, pequena que seja, em ideias sem pé nem cabeça ou que geram desconfiança? É importante que sua ideia esteja muito bem escrita, se possível em um site ou blog, com um layout no mínimo organizado ou organizada em uma apresentação. Também há que se gerar mecanismos para recompensas aos investidores, com critérios claros sobre a política de ganho que os participantes terão ao colaborar com sua ideia. Outro fator é a divulgação transparente de seus dados, currículo e forma para as pessoas entrarem em contato com o projeto.

    Abaixo seguem alguns vídeos sobre o assunto:

    Via Programa Olhar Digital

    Via Recheio Agência de Conteúdo

    Mais informações podem ser obtidas no blog Crosdfunding Brasil e no iG Startups.

    Espalhe por ai:
  • Festival das Cores


    Há eventos espalhados pelo mundo que são realmente surpreendentes. Eu não conhecia, mas fiquei feliz só de ver o vídeo com a Festa das Cores – Holi, que acontece todos os anos no mês de março, na Índia. A festa, ou festival, tem cunho religioso (Hindu) e é um rito de comemoração da chegada da primavera.

    Ainda, “Holi celebra também a lenda de Radha e Krishna, que descreve o extremo prazer que Krishna teve na aplicação de cor sobre Radha e Gopis.” (Fonte: Wikipédia).

    Taí uma ideia legal. Que tal uma festa similar a essa com patrocínio da Coral, Suvinil ou Lukscolor? Não entendeu? Veja o vídeo da Festa das Cores que tudo ficará mais claro, ou melhor, colorido.

    Espalhe por ai:
  • Pens for College. O belo exemplo de empreendedorismo do jovem Alex Lesniak

    Fonte: Alex Lesniak / http://pensforcollege.shopping.officelive.com

    Um belo exemplo de empreendedorismo, criatividade e habilidade pessoal! Motivado por um trabalho escolar e decepcionado com os produtos já existentes, o pré-adolescente Alex Lesniak, de 11 anos, produziu uma caneta de madeira na marcenaria de seu pai. Só que o menino não parou por aí, transformou a atividade acadêmica em uma forma de arrecadar dinheiro para seus estudos com a venda das canetas e hoje (atualmente com 14 anos) é um negócio próprio com informações e vendas através do site Pens for College e conhecido em várias partes dos EUA, inclusive já tendo recebido algumas premiações.

    Assista o vídeo abaixo com a demonstração da produção de uma de suas canetas de madeira. Juro que fiquei surpreso com o resultado.

    Espalhe por ai:
  • Sexo na terceira idade

    Com o avanço da tecnologia farmacêutica e a descoberta de drogas que aumentam a capacidade sexual, a vida sexual dos indivíduos na terceira idade se tornou bem mais ativa e prazerosa. Entretanto, tais benefícios não vieram sozinhos, pois, ao mesmo tempo, a incidência de aumento de DST – doenças sexualmente transmissíveis em pessoas da “melhor idade” é uma triste realidade. Nos EUA, o aumento foi de 70% nos últimos cinco anos, número que provocou preocupação por parte do Governo local. No Brasil, os casos de Aids dobraram em um período de 10 anos, por exemplo, segundo o Ministério da Saúde.

    Bem, ainda sobre os dados no país norte-americano e, afim de incentivar o uso de preservativo, uma campanha de comunicação está sendo veiculada em várias mídias com objetivo de impactar os adultos seniors e outros formadores de opinião. O vídeo “Safe Sex Seniors” já está dando o que falar por mostrar os “vovôs e vovós” em algumas posições sexuais. Confira!

    Espalhe por ai: