• Dr. Barata

    Alguns objetos servem como mídia e essa função estabelece o conceito de mídia funcional. Até mesmo embalagens podem ser utilizadas de forma estratégica para comunicar produtos e serviços. O exemplo abaixo mostra embalagem de pizza com comunicação de outro tipo de serviço. Como homem posso afirmar que a ideia é bacana e oportuna,  inclusive com o recurso “susto” (elemento surpresa)  que provavelmente ocasionará ao consumidor, além disso, destaco a marca como ponto alto por estabelecer o processo de semiose através da cooperação de signo,  significado e interpretante.  No caso da interpretação feminina, pode acontecer uma comunicação intersubjetiva que sugere reação diferente do objetivo proposto pelo signo – comunicação mercadológica.

    Veja outros exemplos de mídias funcionais AQUI e AQUI.


    Espalhe por ai:
  • Embalagens retrô em comemoração aos 125 anos da Coca-Cola

    Embalagens retrô em comemoração aos 125 anos da Coca-Cola

    E a Coca-Cola colocará no mercado norte-americano e europeu uma série de embalagens retrô em comemoração aos seus 125 anos. As embalagens, em edição limitada,  possuem grafias que reproduzem as famosas pin-ups (Pin-up é uma modelo cujas imagens sensuais produzidas em grande escala exercem um forte atrativo na cultura pop. Destinadas à exibição informal, as pin-ups constituem-se num tipo leve de erotismo/Wikipedia).

    Via

    Espalhe por ai:
  • Seladinha

    E não é que a Budweiser também entrou na onda da cerveja “seladinha”? A lata, com o selo de proteção, está sendo comercializada no mercado chinês. O fato interessante é que a Budweiser é uma marca de propriedade da Inbev (Ambev) e é justamente a companhia pivô da “briga” na justiça com a Crystal (Itaipava) sobre os benefícios do selo, no Brasil. Por aqui, a Inbev impetrou ação conjunta com o Sindcerj – Sindicato Nacional da Indústria de Cerveja sob a alegação de que a “seladinha” não proporciona os benefícios comunicados.

    Fonte: http://www.embalagemmarca.com.br/embmarca/content/view/full/9612


    Espalhe por ai:
  • Tendências em varejo high tech

    Quem um dia poderia imaginar a experiência de passar na frente de uma vitrine e experimentar um produto sem mesmo entrar na loja? Estranho não? Ou melhor, “strange”.  No mercado varejista francês as tendências sensoriais são as mais inovadoras possíveis afim de promover atenção e posterior satisfação dos clientes. A TISSOT, empresa que tem tradição em produção e venda de relógios aplicou uma nova tendência sensorial em sua store. Buscando criar espaços interativos e de fácil utilização pelos clientes a empresa implantou, na frente da sua loja, uma tela de 46 polegadas sensível a toque e, nela, os cliente podem escolher e experimentar um relógio com a realidade aumentada, sem mesmo entrar na loja.

    Via

    O que está “por trás” dessa inovação? Um conjunto de códigos de programação orientados por uma webcam que  reconhece o espaço físico para ser projetado (no caso o braço do cliente). Em se tratando de promoção proporciona uma forma de interação entre as preferências e gostos do cliente de modo a produzir aspectos favoráveis a compra.

    Agora, e se você entrar em uma loja para comprar um determinado produto e interagir com um quiosque que, além de  sugerir uma marca e passar algumas informações, você ganhar um sorvete de graça? Pois bem, tal situação também pode ser vista em algumas lojas e um bom exemplo é o quiosque da Kraft Foods. A gigante  do ramo alimentício inovou também no varejo através da alta tecnologia  ao criar um quiosque que,  além de executar vendas, transmite receitas que combinam com a linha de produtos da marca.

    Quiosque Kraft Foods

    Estimulado pela tendência do varejo sensorial o quiosque é fruto de uma parceria entre a Kraft e Intel que resultou no desenvolvimento de um chip baseado na tecnologia Anonymous Video Analytics. A tecnologia permite que o quiosque saiba quando alguma pessoa esteja na frente da tela conseguindo fazer a leitura de altura e idade aproximada dos clientes e, assim, oferece receitas especificas para determinado horário do dia. Além disso,  com recurso “smile shot” embutido, quem sorrir com o serviço prestado ganha um sorvete. Interessante né?

    Por @Beto_SJ e editado por @avemarketing

    Veja mais posts sobre realidade aumentada:

    :: Realidade híper-aumentada
    :: Realidade aumentada na embalagem da Sprite 2.0
    :: Realidade aumentada – RA


    Espalhe por ai:
  • Tipos de embalagens plásticas

    Conheça o significado das siglas das várias embalagens plásticas (derivados de petróleo) disponíveis no mercado,atualmente(as siglas estão gravadas no fundo ou próximo a área de tampa, na grande maioria e, na sequência,  assista três vídeos e fique por dentro sobre como se produz algumas embalagens plásticas (copos descartáveis, garrafa pet p/ Coca-Cola e tampinhas plásticas).

    Polietileno linear de baixa densidade — PELBD

    *Produtos: sacolas para supermercados e lojas, filmes para embalar leite e outros alimentos, sacaria industrial, filmes para fraldas descartáveis, bolsa para soro medicinal, sacos de lixo, etc. *Benefícios: flexível, leve transparente e impermeável.

    Polipropileno — PP

    *Produtos: filmes para embalagens e alimentos, embalagens industriais, cordas, tubos para água quente, fios e cabos, frascos, caixas de bebidas, autopeças, fibras para tapetes e utilidades domésticas, potes, fraldas e seringas descartáveis, etc. *Benefícios: conserva o aroma, é inquebrável, transparente, brilhante, rígido e resistente a mudanças de temperatura.

    Policloreto de vinila — PVC

    *Produtos: embalagens para água mineral, óleos comestíveis, maioneses, sucos. Perfis para janelas, tubulações de água e esgotos, mangueiras, embalagens para remédios, brinquedos, bolsas de sangue, material hospitalar, etc. *Benefícios: rígido, transparente, impermeável, resistente à temperatura e inquebrável.

    Poliestireno — PS

    *Produtos: potes para iogurtes, sorvetes, doces, frascos, bandejas de supermercados, geladeiras (parte interna da porta), pratos, tampas, aparelhos de barbear descartáveis, brinquedos, etc. *Benefícios: impermeável, inquebrável, rígido, transparente, leve e brilhante.

    Polietileno tereftalato — PET

    *Produtos: frascos e garrafas para uso alimentício/hospitalar, cosméticos, bandejas para microondas, filmes para áudio e vídeo, fibras têxteis, etc. *Benefícios: transparente, inquebrável, impermeável e leve.

    Molde para garrafa PET. Fonte: Formold

    Pré forma para embalagem PET

    Polietileno de alta densidade — PEAD

    *Produtos: embalagens para detergentes e óleos automotivos, sacolas de supermercados, garrafeiras, tampas, tambores para tintas, potes, utilidades domésticas, etc. *Benefícios: resistente a baixas temperaturas, leve, impermeável, rígido e com resistência química.



    Espalhe por ai: