• avemarketing entrevista #1: Arnaldo Rabelo

    Autor do livro “Licensing – Como utilizar marcas e personagens para agregar valor aos produtos” (lançado em 19 de agosto na Expolic, no Centro de Exposições Imigrantes/SP), Arnaldo Rabelo conta com exclusividade ao blog avemarketing sobre o dia a dia de um profissional de marketing nesta entrevista imperdível.

    arnaldo3_gde1

    Arnaldo Rabelo é consultor em marketing infantil e professor de  pós-graduação, graduado em desenho industrial, com MBA em marketing pela FGV, estágio de estudos nos Estados Unidos e extensões pela USP, FGV e Istituto Europeo di Design. Atuou em cargos de gerência de comunicação e marketing em empresas como Klin Produtos Infantis, Contém 1g e Instituto Ayrton Senna, tendo participado do lançamento do personagem Senninha.

    www.arnaldorabelo.com.br

    Confira a entrevista:

    avemarketing: Como foi o início de sua carreira?

    Meu início foi na área de comunicação. Depois de estudar arquitetura na USP, comecei a trabalhar com design gráfico e publicidade, atendendo grandes empresas. Nessa época eu também produzia vinhetas animadas em 3D e finalizava desenhos animados para comerciais de TV. Então fui convidado a ir para a Ayrton Senna Promoções, para participar do lançamento do personagem Senninha. Essa divisão logo foi transferida ao recém-criado Instituto Ayrton Senna. Fiquei lá 5 anos.

    avemarketing: Qual o trabalho mais importante que você desenvolveu?

    É difícil dizer, pois tive a sorte de participar de vários projetos importantes. Além do Senninha, participei do lançamento da Abril Marcas, desenvolvendo style guides (guias de estilo) para várias marcas. Depois, como gerente de comunicação, participei da formatação da Contém 1g em uma franquia. Mais à frente, como gerente de marketing da Klin Produtos Infantis, participei da reformulação da marca, dos mascotes e da comunicação da empresa, com ótimos resultados. É bom fazer parte de uma empresa ou de um projeto quando está em um momento importante, de crescimento.

    avemarketing: Conte um pouco como é o dia a dia de trabalho de um profissional de Marketing.

    Diferentemente do que muita gente pensa, marketing não é só comunicação e publicidade. É, em primeiro lugar, estudar o mercado. Assim, ir a campo, visitar as lojas onde os produtos são vendidos, falar com lojistas, consumidores e representantes de venda são tarefas importantes para o profissional de marketing. As pesquisas também são uma ferramenta valiosa. As informações levantadas contribuem para a definição de estratégias da área, para produto, preço e distribuição, além de comunicação, relacionamento e vendas. Comandar uma equipe para colocar em prática as ações planejadas – com qualidade – ocupa grande parte do tempo desse profissional. E não podemos esquecer que ele também se ocupa com a avaliação e medição dos efeitos das ações implementadas.

    avemarketing: Qual a importância do profissional de marketing?

    Muitas empresas ainda não entendem o verdadeiro papel do profissional de marketing, valorizando apenas a equipe de vendas e associando a marketing uma função estética. O marketing serve para conquistar clientes! Ele trabalha junto com a equipe de vendas e a de desenvolvimento de produtos. Assim, é uma função estratégica e que contribui de forma fundamental para que o negócio atinja seus objetivos.

    avemarketing: Muitas pessoas têm uma visão deturpada do marketing. Comente a respeito e faça um paralelo com o marketing infantil.

    Essa visão errada da área é a confusão que citei entre marketing e publicidade. O profissional de marketing é visto por muitos como apenas um criativo, e não alguém que se dedica a análises. Com o chamado ‘marketing infantil’, que é a área que se dedica aos mercados em que a criança participa do processo de compra (mesmo que como influenciadora), também existe essa deturpação. Discute-se, por exemplo, a publicidade voltada às crianças, mas pouco se fala do desenvolvimento dos produtos infantis. Essa é uma área que merece maior atenção e que permitirá a muitas empresas conquistar mercado.

    avemarketing: Como você vê o futuro do marketing?

    A área de marketing está sendo menos vista como arte e mais como ciência. O marketing utiliza em seu instrumental as ciências sociais, que incluem economia, sociologia, antropologia (urbana) e psicologia social. Os investimentos na área precisam de bons indicadores da probabilidade de retorno na sua fase de planejamento. Depois da implantação, é preciso medir os resultados – não só os financeiros – e compará-los com a metas iniciais. Assim, utilizam-se pesquisas, testes e análises estatísticas. Hoje, trabalhamos com o princípio de melhoria contínua. Como muitas ferramentas na área tática e operacional são novas (como a chamada ‘mídia social’), têm sido desenvolvidas novas métricas. Acredito que essa é a área onde continuaremos a ver importantes melhorias.

    avemarketing: Comente sobre o crescimento e importância das mídias sociais.

    As mídias sociais, que são basicamente as redes sociais online, os blogs e novos recursos de interação entre grupos na internet, têm importância crescente no marketing, em função de sua adoção pelos consumidores. As pessoas não se baseiam apenas na publicidade para fazer suas escolhas de consumo. Entre as várias fontes de informação, tradicionalmente eram consultados os amigos e a família, principalmente para produtos de maior envolvimento (com maior risco percebido na compra). Hoje, os consumidores perguntam também a estranhos, mas que pertencem a grupos que entendem daquele tipo de produto. Para saber sobre filmes, vão a redes sociais sobre cinema. Para escolher músicas, participam de grupos que criam rádios personalizadas ou que montam uma trilha sonora própria, a partir de compilações de novidades. Para comprar um computador, visitam grupos de usuários avançados. Assim, o que toda empresa procura conquistar, que é a confiança, está cada vez mais nas mãos do público e seus grupos sociais online.

    avemarketing: Como você vê a concorrência das empresas brasileiras com os produtos chineses, no segmento infantil? Como as empresas devem articular suas estratégias?

    Embora os chineses concorram em muitas categorias de produtos, há outras em que eles ainda não são tão fortes. De qualquer maneira, devemos diferenciar os nichos que existem dentro de cada categoria. Não podemos generalizar. Assim, há classes sociais, perfis comportamentais, estilos, regiões e canais de venda menos atendidos pelos chineses. As empresas brasileiras precisam procurar se diferenciar. Para isso, não devem desenvolver seus produtos com base no que a concorrência desenvolve. Devem desenvolvê-los, definir preços, canais de venda, canais de comunicação e posicionamento de forma única, baseando-se no conhecimento aprofundado do seu público.

    avemarketing: Qual sua opinião sobre a teoria da disrupção (novos entrantes que aos poucos aperfeiçoam seus produtos e marcas ao ponto de incomodar os líderes com o tempo), proposta por Christensen?

    Esse é um fenômeno bastante comum, comparável à expressão “marcas talibãs”, usada há alguns anos. As grandes empresas vítimas desse fenômeno são as que se acomodam, não monitoram adequadamente o mercado e não se reinventam com base no novo cenário. O sucesso de ontem não garante o sucesso de amanhã. E uma grande empresa pode perder mercado para muitas pequenas empresas. Por isso, o cenário competitivo precisa ser acompanhado para que novas estratégias e ações sejam definidas. Mas não basta pensar apenas em pequenas melhorias. As empresas vencedoras são as que conseguem inovar.

    avemarketing: Que dicas você dá aos futuros profissionais?

    Não se enganem pelo aparente glamour da área. É necessário estudo, humildade e trabalho duro para que, com a experiência conquistada com o tempo, se desenvolvam profissionais maduros e que tragam resultados sólidos para as empresas.

    Espalhe por ai:
  • Ranking das melhores cidades brasileiras

    A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro – FIRJAN publicou o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal – IFDM, que indica o nível de desenvolvimento econômico, humano e social de todos os 5.564 municípios brasileiros mediante análise de dados relativo a emprego, renda, edução e saúde.

    Mais informações: http://www.firjan.org.br/data/pages/2C908CE9231956A5012343B7C92D5445.htm

    Baixe aqui o ranking com o índice de todos os municípios brasileiros.

    ranking-de-desenvolvimento-municipalifdm-50maisClique nas imagens para melhor visualização.

    Espalhe por ai:
  • Marcas que marcam

    A paixão pelas marcas é explicada conforme teoria do comportamento do consumidor e a necessidade que os seres humanos possuem de apoios psicológicos que concedam subsídios / “forças extras” para enfrentar as agruras da vida cotidiana. Outra teoria é a necessidade de seguir modelos através da escolha de heróis ou referências como status e aceitação social e são formas de relacionamentos que os indivíduos manifestam com as marcas e com os elementos semióticos, até mesmo como demonstração para outros.

    De acordo com Slater (2002) a sociedade contemporânea é materialista, hedonista e narcisista, com preponderância do “ter” em relação ao “ser”.  A cultura do consumo molda as ações dos consumidores e as marcas apresentam identidade tão relevante à vida dos indivíduos que eles passam a fazer parte delas (das marcas). Desta forma, em muitos casos a relação do homem com a(s) marca(s) transforma-se em ritos (Douglas e Isherwood, 1979) que são repletos de significados simbólicos.

    Em alguns momentos essa relação pode ser entendida como extrapolação de algum limite consciente como evidenciado nas imagens abaixo (tatuagens de marcas).

    Qual sua opinião?

    Imagens daqui: http://mattus.web-log.nl/vibe_visual_brand_experie/2009/07/index.html

    Espalhe por ai:
  • Design de embalagem – sabão em pó

    Alguns estereótipos existentes em segmentos específicos, como no caso de higiene e limpeza, foram deixados de lado na criação da embalagem do Sabão Skip, no mercado da vizinha Argentina.  Entretanto, apesar da não utilização de elementos semióticos comuns a esta categoria, o resultado é muito interessante, provocado pela sofisticação peculiar das cores prata, preto e branco e harmonia na composição marca – fundo branco.  Esta criação, assinada pela empresa brasileira Rex Design, sugere a determinação de um posicionamento premium para o segmento em questão. Eu gostei! E você?

    skip-sabao-em-poClique na imagem para melhor visualização.

    Espalhe por ai:
  • Evento Sem Vergonha

    Meu amigo Mauro Moraes, criador do site Portfólio Sem Vergonha, está organizando um grande evento em SP – Capital, a ser realizado nos dias 18, 19 e 20 de dezembro. O “Evento sem Vergonha” terá palestras sobre mídia social e publicidade, além de concursos de criação publicitária e algumas baladinhas para relaxar.

    Saiba mais sobre o evento clicando em www.psvsite.com/encontro

    logospoint-esse-ve1-241x300

    Logos do evento.

    Espalhe por ai: