• Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa

    A frase é do Leonardo da Vinci. Mas, o mais incrível é a forma com que a nossa mente desenvolve inúmeras maneiras de aprendermos. O vício em aprendizado atrapalha na ação? Ou será que, o fato de a mente nunca se cansar de aprender não demonstra uma dependência em ficar tentando aprender? Porque eu acredito que, agente só prova que aprendeu quando coloca o aprendizado em prática. Ou será que alguém acha que, a melhor maneira de mostrar que aprendemos alguma coisa é fazendo provinhas de múltipla escolha, ou respondendo perguntas feitas por um professor? Não. A melhor maneira de mostrar que aprendemos é fazer na prática, aquilo que fala a teoria.

    A vantagem das provas é que, quando você erra, sempre tem alguém pra te corrigir, e muitas vezes aquilo vale apenas uma nota. Nota essa que sempre é possível recuperar, ainda mais no escasso modelo de educação em que somos criados. Mas, geralmente na vida real, quando agente erra tropeça de verdade. Isso porque muitas vezes não existe recuperação, não há segunda chance e, fazendo errado na primeira vez, tá reprovado. E qual é a única coisa que se pode fazer com os erros? Aprender. Aprender com os erros é a única coisa que sobra de quando agente comete um erro, seja ela grave ou não.

    Existe um ditado que diz que “errar é humano, mas persistir no erro é burrice”. Existe ainda outro ditado, esse  acho que muçulmano, que diz que “muitas vezes não temos culpa por errar uma vez; ele pode ser fruto de ignorância ou desconhecimento”. Mas que o erro, recorrente, é culpa nossa. Nós escolhemos errar. (mais…)

    Espalhe por ai: