• Vend machine invisível da Coca-Cola interage com casais no dia dos namorados

    Legalzinha, simpática e, até mesmo, nos proporciona uma boa ideia do que é possível executar com um pouco de interação e paineis leds. Entretanto, será que somente eu achei a ação da Coca-Cola focada no Valentine’s Day,  fraquinha? Em verdade, a ação é muito interessante, mas a execução pareceu um tanto “forçada”.

    Dá a impressão que é uma típica ação com objetivo de gerar vídeo para postagens e repercussão em redes sociais e, nada mais. Inclusive, como foi possível a primeira participante direcionar a embalagem da lata de C0ca-Cola para a câmera, exatamente no timing e posição correta?

    Para quem não entendeu a ação, para celebrar a data alusiva ao dia dos namorados,  – comemorado nos EUA e em boa parte do mundo como o dia de São Valentino em 14 de fevereiro –  a Coca-Cola desenvolveu uma vend machine que só “podia ser vista” por casais de namorados. Na verdade, após a presença de possíveis casais, a máquina proporcionava uma sequência de imagens românticas e, ao final, liberava uma latinha com o nome personalizado de cada um dos namorados.

    Assista!

    Espalhe por ai:
  • Ações de marketing da Coca-Cola: Responsabilidade social ou incoerência?

    Será que o refrigerante açucarado mais famoso do mundo não
    pisou na bola ao criar um comercial que estimula a atividade física?

    Não é de hoje que a marca mais popular do mundo realiza ações de marketing capazes de impactar com veemência seus pontos centrais e, ao mesmo tempo, ter tento alcance de público como a Coca-Cola tem. A última da marca na Espanha foi lançar a “pílula mágica emagrecedora” em um anúncio de jornal. A proposta foi a seguinte: as primeiras 50 pessoas que ligassem receberiam uma caixa do milagroso método emagrecedor sem pagar nada.

    E de fato não pagavam, pois a pílula nunca existiu. A grande sacada da marca foi entrar em contato com os familiares das pessoas interessadas e dificultar o caminho que elas fariam até o suposto laboratório de manipulação: carros que não funcionam, táxis que enguiçam no meio do caminho, uma senhora pedindo ajuda para carregar um objeto pesado para o andar de cima de um apartamento, mudança de endereço e etc. Tudo para que as pessoas utilizassem mais o corpo em atividades comuns do dia a dia, fugindo do cômodo sedentarismo e proporcionando uma melhor qualidade de vida. Confira:

    Estimular essas pequenas mudanças na rotina, a troca de hábitos cômodos por iniciativas saudáveis é muito importante e se atêm a missão da empresa de fazer a diferença no mundo, inspirando momentos de alegria e otimismo. Só que com isso, a marca de refrigerante mais popular do planeta acaba dando um tiro no próprio pé e gerando várias críticas ao que eles propõem em suas peças publicitárias, tendo como principal argumento a controvérsia ao estilo de vida que o principal produto da marca condiciona: o alto teor de açúcar, o valor calórico elevado, os compostos químicos conservantes como sódio, acidulantes e corantes podem fazer muito mal à saúde dos consumidores a médio e longo prazo.

    As ações de marketing da Coca-Cola apesar de válidas, excluem totalmente a “culpa” do consumo exagerado dos refrigerantes como um hábito alimentar pouco saudável.  O que vocês acham? As campanhas de marketing da Coca são incoerentes quando levam em consideração as características de seus produtos? Veja estas outras ações e deixe sua opinião nos comentários.

    Abaixo, outros vídeos de ações da Coca-Cola que promovem a atividade física:

    Texto de FastCom

    Espalhe por ai:
  • Miniaturas das garrafas de Coca-Cola estão de volta

    Com lançamento previsto para amanhã, a Coca-Cola reeditará a coleção de miniaturas de garrafas, assim como na década de 80, durante período de Copa do Mundo de futebol. Entretanto, desta vez, além dos famosos engradados, as miniaturas replicarão embalagens de alumínios estilizadas com a bandeira de todos os países que já sediaram uma Copa do Mundo somados aos próximos três países sedes (Brasil, Rússia e Catar). Serão 18 modelos para a alegria de colecionadores.

    Para levar uma garrafinha o consumidor deve juntar tampas de garrafa ou anéis de latinhas que somem quatro pontos (de acordo com a cor, que pode ser verde ou cinza) e ainda acrescentar o valor de R$ 3,80.” Fonte: Meio & Mensagem.

    Em 1982 eu tinha então 8 anos de idade e fui colecionador das miniaturas e engradados. Lembro que as garrafinhas ocupavam espaço na estante principal da sala da casa (de meus pais) e havia um grande apreço por parte de toda a família em relação ao mimo. Também me recordo que circulava a “lenda urbana” de que era proibido abrir as garrafinhas e beber o líquido/xarope, pois causava morte na certa. 

    Espalhe por ai:
  • Pepsi se veste para o Halloween

    Criado pela agência belga Buzz in a Box, o anúncio para a Pepsi Cola referente ao halloween e veiculado ontem está gerando algumas polêmicas.  Com uma boa direção de arte – repare os detalhes perfeitos da criação – a peça brinca com o espírito cultural da festa de halloween, que é justamente o fato de colocar seus monstros para fora, trazendo os vivos de volta (origem Celta do Halloween). Nesse sentido, a ideia criativa veste uma embalagem de Pepsi-Cola com uma capa de um suposto “monstro”, como a origem explica, trazendo-o a vida.

    Entretanto, nem todos as pessoas expostas a tal veiculação podem ter o mesmo entendimento relatado acima e, a publicidade em questão pode gerar uma reação de neutralidade, bem como até mesmo reforçar a marca do concorrente e/ou atribuir outra conotação, tal como comparar o concorrente a uma super herói.

    Mas e você, qual sua opinião sobre a ação?

    Espalhe por ai:
  • Pílulas Mágicas

    A prática de hábitos saudáveis e a diminuição da incidência de sobrepeso são dois fatores que ganham força entre várias parcelas da população. Alguns países possuem índices alarmantes de pessoas com complicações devido a obesidade, onde mais de 50% da população sofrem com o problema. É fato que a soma de uma vida sedentária e estressante com uma alimentação inadequada constituem-se nos principais vilões diários dos fatores de risco. Ainda, o excesso de consumo de produtos industrializados e de refrigerantes são comumente conhecidos como severos inimigos de um “corpo sarado”.

    Para minimizar a culpa que recai sobre os refrigerantes, a Coca-Cola lançou mão de um divertido e interessante comercial. “Pílulas Mágicas” mostra que, para quem quer e precisa perder uns quilinhos, é importante a prática de exercícios regulares. Bem, a execução da propaganda foi bem interessante. Confira!

    Espalhe por ai: