• O Facebook lançará sua plataforma para namoros

    O #facebook lançará sua plataforma para namoros.

    Em breve, a empresa de Mark Z. disponibilizará seu FaceDate, um recurso e plataforma para conquistas amorosas. Nele, perfis de solteiros /solteiras poderão criar um perfil adicional que só será visível por pessoas que também optaram por procurar por pessoas.

    O que acham? Será o fim de Badoo, Tinder e outros?

    Fonte da imagem: encurtador.com.br/qBY29

    Espalhe por ai:
  • Quem ainda duvida do poder da internet?

    Quem ainda duvida do poder da internet?

    Conhecido por realizar vídeos publicitários (?) improvisados e recheados de bom humor, o empresário Thiago França, o Careca, tem popularizado sua marca e franquia de lanchonete por toda a internet.

    A marca ‘Sanduba do Careca’ tem crescido por seus vários atributos e claro, impulsionado pela vitalização dos vídeos que popularizam o awareness da marca.

    Sonho de 8 entre 10 pessoas que navegam atualmente na internet, viralizar alguma postagem é um do pontos alto de uma campanha. Recentemente, o Careca “atacou” novamente com uma paródia do funk “Que tiro foi esse”.

    Tem dúvida da força de um viral? Dá uma conferida nos trends do Sanduba do Careca aqui: https://goo.gl/xyhMSq

    Por Elcio Fernando Del Prete

    Espalhe por ai:
  • Como obter maior alcance do target utilizando o Facebook

    Recentemente o Facebook modificou mais uma vez seu algoritmo de alcance orgânico. A partir de agora, as postagens vão privilegiar a relevância no sentido do relacionamento entre amigos, parentes e pessoas próximas.

    Desta feita, as postagens de Páginas (perfis de empresas) terão audiência ainda mais reduzida. Para quem é social media isso pode ser um desastre, mas, até que faz sentido, vejamos. O que Mark Zuckerberg pretende é o seguinte: para as empresas o #Facebook deve ser visto como uma mídia (veículo) e, como tal, para veicular conteúdo publicitário, deve ser pago.

    Assim, o algoritmo da rede social está mais aprimorado para detectar postagem com objetivo publicitário e diminuir o seu alcance, a não ser que seja impulsionado.

    Então, o que fazer?

    1. Marketing de Conteúdo.
    Privilegie relacionamento entregando conteúdo de relevância de acordo com as personas do seu cliente.

    2. Impulsione.
    Planeje junto a seus clientes, uma verba para impulsionamentos.

    3. Faça promoções de vendas.
    Use ferramentas autorizadas pelo Facebook, tais como sorteie-me, para executar promoções criativas e relevantes ao público do seu cliente.

    Por Elcio Fernando Del Prete

    Nenhum texto alternativo automático disponível.

    Espalhe por ai:
  • Saiba como utilizar as hashtags para aumentar sua influência e conversão

    Pra quem não sabe, o uso da hashtag possibilita o aumento do alcance das buscas nos algoritmos das redes sociais. Desta forma, seja você o gestor de mídia social de uma (ou várias) marca (s) ou simplesmente se deseja aumentar a força de suas publicações, uma dica é utilizar hashtags com palavras-chave e de acordo com o conteúdo de sua postagens .

    Preferencialmente, existem algumas hashtags tradicionais e listadas abaixo que possuem um alto índice de uso e busca, proporcionando um aumento de visualizações em curto espaço de tempo.

    #follow
    #like
    #hashtag
    #like4like
    #me
    #instagrammers
    #instafollow
    Etc.

    Entretanto, é preciso considerar que as hashtags citadas acima tem a desvantagem de não proporcionar a conquista de público segmentado.

    🔥 Ah, lembre-se sempre de que as palavras-chave usadas devem ser precedidas do símbolo # do lado esquerdo e de preferência palavras curtas🔥.

    Ainda, você sabia que é possível seguir pessoas a partir das hashtags, no @instagram? Sim, é perfeitamente possível. Quem quiser aprender como fazer, deixe um comentário abaixo 😊.

    Espalhe por ai:
  • Interpretação de texto nos dias atuais

    Uma das premissas da boa comunicação é a adequação da linguagem e mídia conforme o entendimento do receptor. O modelo comunicativo de Lasswell (1902–1978) está justamente amparado pelas respostas às questões: “quem”, “diz o que”, “através de que canal”, “com que efeito?”.

    Entretanto, por se tratar de elemento vivo do contexto do comportamento humano, por vezes acontecem ruídos no entendimento da mensagem e, por sua vez, falhas de comunicação.

    Muito discutido atualmente, principalmente acerca do comportamento imediatista e pragmático da geração millennials, observa-se em alguns casos uma dificuldade de interpretação de texto e compreensão de conteúdo.

    E aí, qual sua opinião sobre isso?

    Espalhe por ai: