• Linguagem informal estreita relacionamento entre empresas e consumidores


    Em tempos de maior proximidade com o consumidor e facilitado pelos vários meios de comunicação (e tecnologia da informação), muitas empresas tem adotado um diálogo mais coloquial em seu dia a dia, no relacionamento com o cliente, afinal, sob a ótica do cliente “o prazer provém de poder falar na primeira pessoa, de dizer” eu” e de ser ouvido” (Chanlat e Bédard, 1992, p. 144).

    São várias as organizações que ganham notoriedade a partir desta comunicação empresarial mais jovial e em tom de amizade, tais como Nubank, Waze , Cemitério Jardim da Ressurreição (Cemi), Prefeitura de Curitiba, Netflix Brasil , dentre outras.

    Esse modelo de formato da linguagem (dentro dos canais formais), além de divertida, provoca simpatia e demonstra uma afinidade da marca com características particulares de algumas mídias sociais e, obviamente, estar afinado com o meio no qual você interage, acaba gerando credibilidade.

    Espalhe por ai:
  • Você consegue enxergar a letra C, embutida no símbolo do logo do Carrefour?

    Observe bem o logotipo da empresa francesa @carrefourbrasil e responda o seguinte desafio: você consegue enxergar a letra C, embutida no símbolo deste logo?

    Muitas pessoas acham que o símbolo contido no logo representa uma seta, ou até mesmo uma âncora. Em verdade, o fantástico desenho deste logo consiste em um losango com duas setas dentro, ou um quadrado com o C dentro.

    Sensacional, não é mesmo? O mais impressionante ainda é saber que “por trás” desta percepção existe um conceito chamado Lei do Fechamento – que faz parte da Gestalt (forma; estudo da percepção humana sobre as formas). Esta regra estabelece que nosso cérebro “enxerga” objetos que estão agrupados como sendo um único item, e isso é o que acontece no símbolo do Carrefour.

     

    Espalhe por ai:
  • Você está monitorando sua atividade nas redes sociais?

    Toda atividade profissional nas redes sociais requer monitoramento constante de vários itens, tais como:

    • Configurações gerais da conta, página e perfil, bem como imagens de capa.
    • Palavras-chave utilizadas e correlação com o SEO de seu site e blog.
    • Qualidade, alcance e nível de engajamento do Conteúdo publicado.
    • Qualidade das fotos, imagens e artes criadas, de acordo com sua marca e identidade.
    • Análise das métricas da página na rede social. Retorno sobre o investimento em ads e impulsionamentos.
    • Resposta e atenção aos comentários, críticas e dúvidas. E aí, você tem dado devida atenção ao perfil da sua empresa, nas redes sociais?

     

    Espalhe por ai:
  • O Facebook lançará sua plataforma para namoros

    O #facebook lançará sua plataforma para namoros.

    Em breve, a empresa de Mark Z. disponibilizará seu FaceDate, um recurso e plataforma para conquistas amorosas. Nele, perfis de solteiros /solteiras poderão criar um perfil adicional que só será visível por pessoas que também optaram por procurar por pessoas.

    O que acham? Será o fim de Badoo, Tinder e outros?

    Fonte da imagem: encurtador.com.br/qBY29

    Espalhe por ai:
  • Quem ainda duvida do poder da internet?

    Quem ainda duvida do poder da internet?

    Conhecido por realizar vídeos publicitários (?) improvisados e recheados de bom humor, o empresário Thiago França, o Careca, tem popularizado sua marca e franquia de lanchonete por toda a internet.

    A marca ‘Sanduba do Careca’ tem crescido por seus vários atributos e claro, impulsionado pela vitalização dos vídeos que popularizam o awareness da marca.

    Sonho de 8 entre 10 pessoas que navegam atualmente na internet, viralizar alguma postagem é um do pontos alto de uma campanha. Recentemente, o Careca “atacou” novamente com uma paródia do funk “Que tiro foi esse”.

    Tem dúvida da força de um viral? Dá uma conferida nos trends do Sanduba do Careca aqui: https://goo.gl/xyhMSq

    Por Elcio Fernando Del Prete

    Espalhe por ai: