• Prêmio Tok&Stok Design Universitário 2014

    Olha aí que dica boa para estudantes de Design de Produtos, Design de Interiores e Arquitetura e Urbanismo. A Tok&Stok está com inscrições abertas para a edição 2014 do seu Prêmio Tok&Stok Design Universitário, um concurso artístico-cultural-científico muito bem organizado e de acordo com o proposto nos termos da Lei nº 5.768/71, art. 3º.  A primeira edição do Prêmio ocorreu em 2006 e o desafio é a “criação de um móvel ou sistema construtivo sob um tema específico”.

    Poderão participar do concurso alunos, residentes e domiciliados no Brasil, regularmente matriculados em cursos de Design de Produto, Arquitetura e Urbanismo, Design de Interiores  e Tecnologia Moveleira de nível superior, reconhecidos ou autorizados pelo MEC (Fonte: Regulamento do Prêmio Tok&Stok 2014).

    Para mais informações, acesse Prêmio Tok&Stok2014 e use sua criatividade e talento!

    Espalhe por ai:
  • John Lewis veicula tradicional comercial de Natal com uma storytelling feita com técnicas de animação digital, stop motion e fotografia

    Criado pela Adam&Eve/DDB e produzido pela Blinkink, o comercial The Bear & The Hare, da loja (rede) britânica de departamentos John Lewis é um encanto a parte. O curta-metragem se passa ao redor do primeiro natal de um urso e sua amizade com uma lebre. A ação, representa um bom exemplo das novas investidas em estratégias de storytelling. A rede de lojas já é conhecida por seus comerciais natalinos de altíssima qualidade.

    “O anúncio apresenta dois amigos, um urso e uma lebre, que sempre caminham juntos nos meses mais quentes. Porém, quando o inverno chega, o urso se torna cada vez mais cansado, até que se retira para sua caverna a fim de hibernar. Entretanto, neste ano, a lebre deixa um presente fora da caverna para seu amigo, que no dia de Natal consegue acordar cedo para participar, pela primeira vez em sua vida, das comemorações festivas com todos os animais da floresta.” Fonte: Adnews.

    A ação de marketing se torna ainda mais ampla com a criação de uma linha de produtos específica (brinquedos, livros e enfeites) de acordo com a estória contada no filme e que, logicamente, já estão disponíveis para compra na rede de lojas.

    Também vale a pena conferir o making off e como foram feitas as filmagens, e um pouco das técnicas utilizadas. Simplesmente fantástico!

    Espalhe por ai:
  • Customização, uma boa ideia

    Customizar um produto é atribuir a ele um “toque pessoal”, ou seja, incluir no mesmo características que sejam do apreço do realizador da customização ou do público a ser alcançado. Um exemplo bem legal é o trabalho que o jovem designer Daniel Reese (21 anos) faz com tênis brancos. Incorporando elementos da cultura pop, o artista cria novos produtos e comercializa seu serviço por um valor em torno de 470 reais.

    Vi aqui.

    Espalhe por ai:
  • Capas legais de empresas no Facebook

    Várias marcas tem desenvolvido de forma criativa o espaço da “capa” em suas páginas no Facebook. Além de atrair a atenção, a capa das fans page tem como característica ser o primeiro campo de visão dos usuários e pode, entre outras coisas, ser usada para comunicar uma promoção, produto, diferencial, dados (contatos) da empresa ou simplesmente como uma forma de entreter e segurar o internauta para a permanância na time lime. Abaixo segue alguns exemplos legais.

    Espalhe por ai:
  • Novos produtos – cadeira elétrica

    Designer: Darounkolayi Samakoush Mohamad Sadegh

    O produto acima é uma inovação não em sentido de uma ideia que ninguém tenha pensado, mas na sua execução estética em si. Além de possuir mobilidade guiado por wireless, o produto pode ter vários gadgets acoplados e sua aparência é bem futurista. A inspiração para o conceito do produto veio do filme WALL-E da Disney e o objetivo é a locomoção de pessoas em ambientes fechados.

    Espalhe por ai: