• Apps dos Lepo Lepos

    *Por Alda Paula. A ocasião faz o ladrão e, mais do que nunca, o Carnaval tem seu quinhão pitoresco que só acontece na festa do Rei Momo. Época aberta a temporada onde tudo é permitido e por não termos a obrigação (soa quase como um palavrão, no Carnaval) de pensar é quando mais exercitamos nossa criatividade e chegamos ao seu apogeu! Também ficamos ávidos por descobrir novidades e nos damos ao luxo de invadir a barreira do ridículo e deixarmos nos levar pelo rá rá rá rá rá rá rá do Lepo Lepo. Mente sã e corpo são… Nem tanto!

    O que ganhou mais uma versão em 2014, foi o aplicativo da folia, um app para celulares com informações dos blocos de Carnaval. Através dele, os foliões tinham acesso as programações dos mesmos e compartilhando sua agenda no Facebook, sabiam que amigos estariam presentes. A novidade foi a possibilidade de montar um bloco virtual, adicionando as pessoas conhecidas durante a folia. Elas teriam que estar juntas com o aplicativo aberto, na área de bloco virtual e se conectam através de um som emitido.

    Além das tecnologias que são criadas para facilitar cada vez mais a interação, o Carnaval é um período propício para lançar tendências. Fantasias são os termostatos, digamos uns “lulus” da vida (app para avaliação) do que acontece aqui e no mundo, do que agradou ou do que merece seu toque de irreverência. Podemos falar das fantasias de Facebook e seus “likes” e outros jargões dos apps de relacionamentos. Desde que vimos o jogador Messi fazer o bebê parar de chorar através de uma chamada em vídeo do aplicativo WeChat, outros apareceram nessa leva. A possibilidade de localizar e conversar com pessoas próximas ao lugar onde se está virou um trunfo para azaração, como o Tinder. Alavancando um crescente n° de usuários, a marca soube valorizar a situação e o momento e lançou campanha de marketing com distribuição de brindes aos foliões cariocas. Esse insight foi um tiro certeiro para aproximar a marca de seus usuários ou para pretensão de novos.

    Espalhe por ai:
  • Tecnologia em respeito ao meio ambiente

    Um processo inovador pode e deve comtemplar soluções sustentáveis e, porque não, ser diretamente direcionado para o respeito ao meio ambiente, quando há reais possibilidades para tal?

    Um excelente exemplo de desenvolvimento de tecnologia e automação a serviço do meio ambiente é o mecanismo criado pela empresa australiana Vicroads, que permite retirar e transplantar árvores de porte pequeno de um ponto para outro. O sistema evita o corte de alguns tipos de árvores durante a execução de obras. Assista que ideia bacana, no vídeo abaixo:

    Vi aqui.

     

    Espalhe por ai:
  • Boa ideia une publicidade móvel com economia de combustível

    Olha que ideia bacana. A ‘S-Oil’ – rede coreana de postos de combustíveis – implantou um método bem simples e eficiente de indicação de vagas para os motoristas e, assim, diminuir o consumo desnecessário de combustível.

    Claro que a medida, economicamente e ecologicamente interessante torna-se propícia ao negócio de combustíveis porque veicula a marca da empresa por vários estacionamentos das cidades.


    S-Oil HERE balloon por DailyBestVideos

    Espalhe por ai:
  • Festival gastronômico de Marília

    Durante o mês de julho, a cidade de Marília/SP terá um festival gastronômico com a participação de 15 estabelecimentos comerciais que, durante o período, apresentarão pratos e sabores especiais. O evento está sendo organizado pelo Marília e Região Convention & Visitors Bureau e, para o presidente da entidade, Cássio Luiz P. Júnior, o objetivo é explorar  capacidade de criação dos restaurantes e divulgar a cidade como polo gastronômico.

    A ideia, além de interessante para incentivar o turismo local, também vai auxiliar instituições beneficentes, pois 15% de todo o dinheiro arrecadado durante o evento será revertido para obras assistenciais.

    A cidade de Marília fica na região centro-oeste do Estado de São Paulo, possui uma população de 216 mil habitantes (IBGE, 2012) e é conhecida como a “Capital Nacional do Alimento” devido a grande quantidade de indústrias alimentícias instaladas na cidade. Destaca-se também a indústria metalúrgica, a presença de várias universidades e sítio arqueológico, além é claro, da beleza e pujança da sua população.

    Marília/SP. Vista panorâmica. Foto: Filipe Mesquita de Oliveira

    Espalhe por ai:
  • Produto bizarro #29 – Máscara para dormir em formato de sutiã

    Na verdade o produto bizarro deste mês é um convite bem criativo e diferenciado para o Salon International de La Lingerie, em Paris. A divertida ideia foi da agência Interone. Logo logo alguma empresa vai copiar a ideia e produzir o produto em escala comercial.

    Vi no BlueBus. Mais produtos bizarros, clique.

    Espalhe por ai: