• O ‘Corazón Loco’ de Iniesta

    Iniesta, um dos principais jogadores de futebol da seleção espanhola e do Barcelona, possui investimentos de mais de 9 milhões de Euros em uma vinícola, localizada em Fuentealbilla – cidade natal do craque – na região central da Espanha. A Bodega Iniesta possui capacidade produtiva em torno de 900 milhões de litros de vinho  – alimentados pelos mais de 100 hectares de vinhedos da família Iniesta – e são comercializadas nas marcas “Corazón Loco” e “Finca El Carril”.

    A iniciativa, além de gerar dividendos para a família  e bolso do atleta, também gera empregos e auxilia a movimentar uma economia espanhola um tanto dilacerada pela crise econômica que assombra a Europa há pelo menos quase 10 anos.  O foco das marcas de Iniesta está em um público mais jovem e admiradores de um vinho mais informal.

    Espalhe por ai:
  • Mestrado profissional é boa alternativa para alavancar carreira

    Cada vez mais o mercado de trabalho exige aperfeiçoamento constante dos profissionais. Além dos cursos de curta duração, que colaboram para as aptidões e habilidades operacionais, os cursos de pós-graduação são boas opções para melhoria do nível de conhecimento para a tomada de decisões e, de fato, para a melhoria da faixa salarial.

    Escolher um curso de qualidade em instituição de ensino conceituada é fator determinante para o sucesso profissional e, atualmente, há boas opções nos chamados Mestrados Profissionais. “Mestrado Profissional” é a designação do Mestrado que enfatiza estudos e técnicas diretamente voltadas ao desempenho de um alto nível de qualificação profissional.

    Se você quer realmente aprimorar-se, o Insper Instituto de Ensino e Pesquisa possui uma uma opção na área de administração aplicada que é o Mestrado em Administração.

    O curso forma profissionais com alta capacidade analítica para atuarem como principais agentes de mudança nas organizações. Para isso conta com um corpo docente altamente qualificado formado por 59% de professores com Ph.D. e 41% com doutorado; pragmatismo, rigor acadêmico e grade de disciplinas sempre atualizada. É um desafio intelectual!

    Prazo para captar candidatos: 18/06 . Início das aulas: 30/07 – Terças e Quintas das 19h30 às 22h30, havendo sextas e sábados para reposições e oficinas. Mais Informações: http://www.insper.edu.br/pos-graduacao/mestrado/administracao/

    Espalhe por ai:
  • Higiene e Cosméticos: a beleza em ascensão no mercado brasileiro

    Das 130 categorias de produtos, agrupadas em cinco cestas, o setor de Higiene e Beleza é a primeira em crescimento das vendas em volume em todos os formatos de loja que a Nielsen audita. Aliás, desde 1994, a cesta de Higiene e Beleza representa o segundo melhor desempenho. Mas, em 2012, a categoria superou todas as demais.

    Sendo assim, o diretor de atendimento ao varejo da Nielsen Brasil, Olegário Araújo, faz um balanço do setor. E aproveita ainda para apontar caminhos e tendências que podem guiar os empreendedores de farmácia a aumentem a rentabilidade.

    "O canal Farma está alinhado com dois importantes direcionadores do comportamento de compra dos consumidores: praticidade e sofisticação". Olegário Araújo

    Quais produtos de higiene e beleza obtiveram melhor desempenho em 2012?

    Levando em conta todos os formatos de varejo, as categorias com maior crescimento em vendas foram aparelho de barbear, fralda para incontinência, desodorante, protetor solar, lenço umedecido, shampoo, creme dental, desodorante, antisséptico bucal e absorvente íntimo.

    Como o canal Farma pode se diferenciar dos demais canais?

    O canal Farma está alinhado com dois importantes direcionadores do comportamento de compra dos consumidores: praticidade e sofisticação. Por isso, devem seguir três atributos fundamentais que cercam as pessoas:

    - Vida: a expectativa de vida dos brasileiros aumentou nos últimos anos. Em 1960, a expectativa de vida era em média de 48 anos. Em 2012 avançou para 73. Já temos no país pessoas que vivem mais de 100 anos.

    - Bem-estar: com maior expectativa de vida, viver com dignidade, de forma saudável, é essencial.

    - Autoestima: num passado recente, a maior parcela da população não tinha como se cuidar da devida forma. As condições financeiras atuais permitiram mudanças nesse cenário.

    Esse três pontos são essenciais para as farmácias levarem em consideração suas estratégias de crescimento. Ao juntar esses três pontos, com os dois direcionadores do consumo, que são praticidade e sofisticação, as farmácias manterão o seu diferencial competitivo.

    Como tem sido o comportamento dos consumidores de HPC (Higiene Pessoal e Cosmético) e como fidelizá-los?

    Hoje, o consumidor é mais informado e mais exigente, com mais opções de produtos e lojas. Retê-lo exige compreender sua missão de compra, oferecer soluções e estar presente em diferentes momentos de sua vida.

    O que se pode esperar do mercado de HPC em 2013?

    A cesta deve continuar a crescer. O desafio será atrair, reter e aumentar o tíquete médio desse consumidor cada vez mais exigente. As vendas podem crescer, mas o objetivo será manter os consumidores comprando no canal e manter a consistência na execução das estratégias.   Fonte: Nielsen Brasil / Twitter: @nielsenbr

    Espalhe por ai:
  • Os olhos do marketing sobre fatores que influenciam os consumidores

    A Nielsen divulgou há poucas semanas o estudo “Fatores que influenciam a decisão de compra”, na qual revela o comportamento dos consumidores em relação a preço, qualidade, saúde/bem-estar, entre outros pontos que são decisivos na hora de comprar.

    Sendo assim, sublinhamos esses fatores que mais norteiam as pessoas ao adquirir um produto e conversamos com a gerente de atendimento ao varejo da Nielsen Brasil, Lenita Mattar. Na entrevista, estratégias e soluções foram direcionadas para que, tanto o varejo quanto a indústria, conheça o comportamento do consumidor e saiba tirar bom proveito disso tudo.

    Como a preocupação com o preço é o fato mais impactante, como é possível as empresas manterem a qualidade dos produtos e ainda um preço que seja aceito pelos consumidores?

    A tecnologia e melhores mecanismos produtivos minimizam as barreiras de entrada e permitem que os fornecedores possuam equilíbrio de qualidade entre os produtos oferecidos no mercado. O maior número de players atuando em um mercado, no entanto, torna a competitividade de preços mais acirrada. Fornecedores ganhadores serão aqueles que compreenderem a necessidade de seus consumidores, promoverem inovações que respondam aos seus anseios e necessidades e uma comunicação clara com seus públicos-alvo.

    Na América Latina, questões de saúde e bem-estar são também algumas das principais exigências dos consumidores. De que forma a indústria e o varejo podem aproveitar essa oportunidade?

    Há muita oportunidade de inovação nesse sentido e é importante ter em conta que é preciso comunicar os benefícios dos produtos para o consumidor, ensiná-lo sobre as novas funcionalidades que são propostas. Por exemplo, quando houve o lançamento do iogurte funcional, o consumidor ainda não estava familiarizado com essa propriedade na categoria e foi necessário estabelecer campanhas publicitárias explicando o benefício, o que fez com que surgisse um novo segmento promissor em Iogurtes. Essa função está muito mais nas mãos da indústria.

    O varejo, por sua vez, deve acompanhar as tendências e os produtos de sucesso, planejando o desenvolvimento das categorias de produtos e garantindo a disponibilidade dos produtos de sucesso em suas lojas.

    Com a ascensão da classe média, mais pessoas estão podendo consumir mais tipos de produtos. E o fator disponibilidade influencia e muito na decisão de compra. O que o varejista deve fazer para evitar frustrações da parte do consumidor? Qual é a melhor forma de evitar a falta de produtos na gôndola ou no estoque?

    Para isso é necessário um acompanhamento contínuo do mercado e um planejamento do desenvolvimento do seu sortimento sob essa ótica. Processos de otimização e acompanhamento do abastecimento em uma perspectiva preventiva em relação à ruptura, fazem a diferença para minimizar perdas para todos – para o varejo, para a indústria e, sobretudo, para a satisfação do consumidor.

    Fonte: Nielsen Brasil / Twitter: @nielsenbr

    Espalhe por ai:
  • Bananas descascadas

    Imagem: http://colunistas.ig.com.br/obutecodanet

    Em um descuido de marketing, a rede de supermercados europeia Billa disponibilizou em sua área de vendas bananas já descascadas. O que aparentemente pode ser um adicional de praticidade, logo se tornou uma grande polêmica, afinal, as embalagens utilizadas possuem em sua composição materiais que agridem o meio ambiente, além de terem decomposição demorada. A ideia foi um “tiro no pé”, afinal, algumas frutas, como as bananas – possuem uma embalagem natural (casca) e totalmente orgânica (degradável).

    A situação acima é um bom exemplo de como uma empresa mantém relacionamento direto e indireto com os membros do stakeholders e, até mesmo um produto, evoca comunicação e significado que recai positiva ou negativamente, sobre a empresa toda.

    Espalhe por ai: