• avemarketing entrevista #12: Gui Bamberg

    Gui Bamberg, sócio-diretor da Bamberg Comunicação

    Gui Bamberg, sócio-diretor da Bamberg Comunicação e responsável pelo desenvolvimento de tecnologia para realização de promoções instantâneas em máquinas de POS (Point Of Sale), falou com exclusividade sobre a criação do projeto inovador ao blog avemarketing.

    avemarketing: Como foi a concepção, desenvolvimento e teste do produto?

    Como toda inovação, a Bamberg partiu de um desafio de desenvolver algo até então inexistente no mercado: uma promoção de premiação instantânea via cartões de crédito e de débito. O desenvolvimento se deu através do nosso pessoal de inteligência e desenvolvimento, após estudos sobre os meios tecnológicos de captura, sempre observando os compliances do setor financeiro. O teste foi “ao vivo”. Não podíamos errar. E o realizamos através de uma das principais bandeiras de cartões do mundo, numa ação de Natal em shopping onde a cada compra a partir de R$ 150 o portador do cartão com aquela bandeira via instantaneamente subir no comprovante de vendas a frase “Parabéns Você ganhou X reais” ou “Ainda não foi desta vez, continue participando”! Quando o Cliente ganhava, ele ia até a nossa central dentro do shopping, comprovava a compra, ganhava o cartão carregado no valor do prêmio e já saia comprando. Além disso, o vendedor que o atendeu também ganhava. Ou seja, foi bom para o portador do cartão daquela bandeira pela exclusividade da promoção, bom para o lojista pelo prêmio conjunto ao consumidor e bom para a marca, que levou uma promoção moderna, inédita e de caráter instantâneo.

    avemarketing: Fale sobre a convergência entre tecnologia e marketing, e suas vantagens.

    Redução de importantes somas de dinheiro investido em estrutura operacional e que não retornam como benefício ao Clientes. Facilidade e encantamento de participação do consumidor final e redução do budget do Cliente, que assim pode investir mais na premiação. E o principal quesito: os Clientes que estão adotando a política de fazer o setup de uma de nossas plataformas promocionais têm ali uma solução para diversos tipos de ações: Incentivo, promoção ao consumidor final e ao trade, relacionamento, medição de sell-out e avaliação do ROI.

    avemarketing: Já há um projeto futuro, no qual a Bamberg está trabalhando?

    Diversos, sob regime de confidencialidade. Concluímos agora o COMPRA PREMIADA OUROCARD CIELO e estamos fazendo um upgrade na solução promocional da Pirelli. As demais, ainda não podemos revelar.

    ::Confira outras entrevistas exclusivas, aqui.

    Espalhe por ai:
  • Janeiro, o mês das liquidações

    Consumidores na fila, a espera da abertura do varejo. Foto: Rafael Custo

    O mês de janeiro é caracterizado, para o varejo, como o mês das grandes promoções baseadas em preços (liquidações). Inicialmente concebidas para queima de estoque de produtos não vendidos durante o período do Natal, as ações promocionais ganharam intensidade e hoje fazem parte do calendário estratégico do varejo tornando-se até mesmo um evento tradicional para algumas empresas varejistas.

    Também já virou costume as megaliquidações realizadas por lojas de rede em todas as suas filiais ao mesmo tempo, em um único dia. Tal ação é uma atração em todos os municípios e movimenta os consumidores que formam filas quilométricas nas portas das lojas aguardando a abertura das portas. A quantidade de pessoas a espera é tão grande que as filas iniciam 3 ou 4 dias antes do dia marcado para a promoção e os clientes se aglomeram dentro da área de vendas disputando produtos “na unha”.

    Alguns termos utilizados pelo varejo, como sinônimos de liquidação:

    • Bota-fora
    • Off
    • Descontos
    • Queima
    • Galinha morta
    • Liquidatudo
    • Saldão
    • Loucura total
    • Preço baixo
    • Ofertaço, oferta
    • Abriu a mão
    • Liquidação de alto a baixo
    • Pechincha
    • Terca-feira gorda
    • Segunda-feira maluca
    • Retalhos
    • Ponta de estoque

    Espalhe por ai:
  • A lata branca da Coca-Cola

    Imagem daqui: http://oblogdastorm.wordpress.com

    E a famigerada lata branca da Coca-Cola continua dando o que falar. Planejada para fazer parte de uma promoção que une consciência ambiental sobre o risco de extinção dos ursos polares e ajuda financeira para a organização World Wide Fund – WWF (a própria The Coca-Cola Company fez um donativo inicial de USD 2 milhões), a embalagem branca aparentemente não caiu no gosto dos consumidores conforme informações em sites (1, 2, 3). Apesar da companhia não propagar informações oficiais sobre o caso, fato é que as embalagens estão sendo trocadas por versões na cor clássica – vermelha – e, ao que tudo indica, a percepção negativa com a mudança de cor falou mais alto. Toda prática que implica na mudança de elementos semióticos (estímulos) de identificação da marca/produto com a cognição inicial possui risco de rejeição (a própria Coca-Cola já vivenciou episódios negativos quando lançou a New Coke em 1985) que são estudados pelas ciências da comunicação nos modelos semiótico – O modelo semiótico de comunicação é aquele em que a ênfase é colocada na criação dos significados e na formação das mensagens a transmitir. Do ponto de vista prático, além da rejeição à nova embalagem, houveram relatos de confusão com o produto Diet da mesma empresa.  A marca Coca-Cola e todos os aspectos que a cercam estabeleceram ao longo do tempo uma simbiose com o país de origem, fazendo dos consumidores coadjuvantes na história do produto e é essa relação que se quebra quando elementos típicos são alterados. Em casos como esse, é possível ser utilizado displays específicos com muita comunicação no ponto de venda para que a confusão não ocorra e seja imediatamente sanada, ressaltando o caráter da promoção ambiental em conjunto com a WWF.

    Espalhe por ai:
  • Ação no twitter e facebook doa livros infantis: “tuite/like por um livro”

    Centro Educacional Leonardo da Vinci, de Vitória (ES), promove uma campanha diferente nas mídias sociais. Buscando despertar nas pessoas o foco para uma causa maior – a leitura como um processo contínuo de aprendizado – foi desenvolvida a ação “tuite/like por um livro”.

    A ação “tuite/like por um livro” tem por objetivo provocar nas pessoas o foco para uma causa em comum, que é a questão da prática da leitura como processo contínuo de aprendizado. Presente nos dois canais sociais em que a Escola atua hoje, a campanha pretende engajar usuários do Twitter e do Facebook, para que juntos com a Escola promovam a doação de livros de literatura infantil para crianças da ACACCI. Mas como eu faço para participar? Simples, no Twitter você precisa apenas postar umas das frases abaixo ou ser criativo e desenvolver sua própria frase. Lembrando que, a hashtag #tuiteporumlivro deverá ser inserida no contexto da frase.

    Exemplos:

    –      A cada 20 frases com a hashtag #tuiteporumlivro o @davincivix irá doar 1 livro p/ a ACACCI. ESPALHE essa ideia. http://on.fb.me/tuiteporumlivro

    –  No @davincivix o meu #tuiteporumlivro é transformado em ações reais, por meio de pessoas conectadas http://on.fb.me/tuiteporumlivro

    Já no Facebook – na fan page oficial do Da Vinci, uma chamada com a ação estará disponível no álbum da campanha e, a cada 20 curtidas na imagem, 1 livro será doado.

    IMPORTANTE – A ação acontece entre os dias 4 e 17 de outubro!!!

    Após o encerramento da campanha, será divulgado quantos livros serão doados e as também as fotos e vídeos da entrega dos mesmo, no Twitter @davincivix, no Facebook e no site da Escola www.davincivix.com.br

    Espalhe por ai:
  • Você sentaria? Cerveja Carlsberg

    Muito bacana a ação promocional da Cerveja Carlsberg realizada em um cinema, na Bélgica. Em uma sala do cine lotada de “valentões” e mal encarados, há apenas dois lugares disponíveis, exatamente para você e sua acompanhante/namorada. E aí, você sentaria? Claro que toda a ação foi gravada e os corajosos foram premiados em seguida.

    Confira.

    Espalhe por ai: