• A Orkutização do comportamento coletivo nas redes sociais

    "Os indivíduos pensam que pensam..."

    O ser humano possui uma grande necessidade de consumir informação, principalmente quando se trata de deglutir e estabelecer as opiniões formadas a partir da chamada mass media. Queremos e precisamos estar por dentro dos assuntos do cotidiano. Por exemplo, se o assunto da vez é a novela, os indivíduos buscam referências para debaterem o conteúdo.

    As pessoas temem o isolamento, buscam a integração social e gostam de ser po pulares; por isso […] têm de permanecer atentas às opiniões e aos comportamentos majoritários e procuram expressar-se dentro dos parâmetros da maioria. (SOUSA, 2002, p. 170).

    Essa necessidade quase que compulsiva impele às chamadas redes sociais um crescimento exponencial, a medida que a internet migra para a massificação.  Tal comportamento, que ficou conhecido como “orkutização”, tende a repetir-se em qualquer meio de comunicação de massa que possibilita o feedback on line. O receptor também é emissor e isso cria uma falsa ideia de “eu possuo o poder” ao indivíduo. Na verdade, mesmo com a possibilidade da desconstrução da informação, a massa receptora só retroage com o que recebe via imposição da cultura de massa.  Os indivíduos pensam que pensam e, a medida que preenchem seu cérebro com o fútil (maior parte dos conteúdos trocados em redes sociais como Facebook tendem para a(s) futilidade(s)) emburrecem a própria coletividade na qual estão inseridos. É um paradoxo!

    Related Posts with Thumbnails
    facebook twitter Google Buzz MySpace delicious

    Espalhe por ai:

    Comentários


    Não existe nenhum comentário, então seja o primeiro!

    Deixe seu comentário

    Os comentários podem ser moderados. Não são aceitas mensagens com conteúdo preconceituoso, discriminatório, ofensivo e com linguagem grosseira ou obscena. Também não são aceitas mensagens que caracterizem spam ou que estejam fora do contexto do blog.

    O blog não se responsabiliza pelos comentários efetuados por terceiros e se reserva o direito de, a qualquer tempo, retirar qualquer mensagem publicada.

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>