• Esculturas com garrafas pet

    Durante o Rio +20, três grandes esculturas de peixes foram erguidas na praia de Botafogo. As obras, feitas interamente com garrafas pet, tiveram como objetivo sensibilizar os participantes da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, moradores e turistas sobre o tema sustentabilidade e as preocupações com o meio ambiente a partir da produção responsável.  Eu gostei!

    rio+20 2 Rio+20: Peixes gigantes nas praias do Rio

    Via

    Espalhe por ai:
  • Isso sim é caracterização de interior de loja

    Vi a imagem no blog Uhull e, caso seja realmente verdade, trata-se de uma caracterização de interior de loja bem criativa e arrojada, afinal construir uma estátua do Hulk, com quatro metros de altura e interferência na estrutura, não é para qualquer um. A informação é de que é uma loja de brinquedos localizada no Shopping Metropolis, na cidade venezuelana de Valência.

    Imagem:Uhull.com.br

    Outro bom exemplo de caracterização interna de loja é o Clinic Bar.

     

    Espalhe por ai:
  • Altos preços de produtos no norte do Canadá

    A região norte do Canadá é geograficamente isolada e de difícil acesso. Essa dificuldade faz com que os custos para o transporte de alimentos e mercadorias em geral sejam bem altos e, evidentemente, os preços ao consumidor também atinjam cifras impressionantes que provocam protestos por membros das comunidades locais. Produtos como carnes, leites, pães, frutas e legumes, água, dentre outros, são os mais afetados. Confira os ‘precinhos’, abaixo.

    $10.29 Bag of Tostitos

    $11.29 Can of frozen orange juice

    $9.39 Frozen strawberries

    $8.64 Milk (2 liters) (mais…)

    Espalhe por ai:
  • Kombis customizadas

    Olha que bacana. O Cris Dias escaneou várias imagens de Kombis customizadas especialmente para empresas (marcas) de um catálogo da Volkswagen das décadas de 50 e 60. Na época, os veículos eram personalizados com pintura e alterações na carroceria, sem uso de plotagens (adesivos) como hoje. As imagens (60 no total, com mais de 200 kombis) estão com boa qualidade, vale a pena conferir todas clicando aqui.

    Espalhe por ai:
  • Call Parade

    Foto: Felipe Rau/AE. Fonte: G1

    Com o avanço da tecnologia e a disseminação dos telefone móveis, o orelhão perdeu seu charme. Útil e providencial em muitos momentos, o equipamento público marcou épocas e regiões principalmente para os que vivenciaram seu apogeu na década de 80 (conheça a história do orelhão). Das fichas de telefone que deram origem ao jargão “caiu a ficha”  – que significava algo como: “entendeu?”) –  aos cartões colecionáveis e os aparelhos com concha temática em cidades como Salvador/BA e Itu/SP, o orelhão era aparato quase que obrigatório em locais estratégicos nas cidades brasileiras e, para muitos, o único meio de comunicação entre parentes e amigos.

    Também histórica foi a eterna luta dos órgãos públicos contra os atos de vandalismos praticados contra os aparelhos (veja propaganda sobre o tema) e que causa prejuízo para toda a sociedade, pois, até hoje, infelizmente, os atos criminosos continuam.

    Fatos a parte,  como forma de comemoração pela aquisição da marca Telefonica pela Vivo, aem São Paulo/SP, foi aberta hoje a exposição artística Call Parade, organizada pela própria operadora A exposição acontecerá nas ruas da capital paulista até o dia 24 de junho e consiste na intervenção artística em 100 orelhões localizados por toda a cidade (veja o mapa com a lista completa de orelhões).

    Espalhe por ai: