• Todo mundo tem seu lado Devassa

    Burburinho. Esse é o termo correto para o agito nas redes sociais provocado pela cervejaria Devassa, mais uma vez. A marca, que pertence ao grupo Schincariol, está “causando” com a revelação da nova garota propaganda. Anunciado  estrategicamente no twitter do Luciano Huck, rapidamente a informação se alastrou gerando um buzzmarketing e curiosidade sobre a novidade.

    Não há como negar que a escolha de Sandy foi uma surpresa para todos. Entendo que a proposta de brincar com o “lado devassa” é muito melhor do que a campanha do ano passado, com a socialite Paris Hilton.  Ponto forte para o slogan adotado  – “todo mundo tem seu lado devassa” – que mexe com o imaginário e desperta possibilidades de mudanças nas pessoas. A força do mesmo está alicerçada na eterna relação entre entre id, ego e superego(Freud). O id trata dos desejos fisiológicos e mais íntimos e impulsivos; o ego é o conhecimento sobre o meio que vive e si mesmo e, desta forma, nega alguns desejos impulsivos; o superego é o meio termo embasado por valores morais. A reprodução do aparelho psíquico(Freud) já foi tema de campanha da Smirnoff (veja imagem abaixo), sendo o sonho mostrado como o impulso do id.

    O primeiro comercial da cantora com a marca tem produção da Delicatessen e direção de cena de Gustavo Leme – veja o filme abaixo. A Lua Nova foi a produtora de som. Com direção de criação de Aaron Sutton e Antonio Rosa, a criação é de Sutton, Rosa e Augusto Coelho. O plano de mídia inclui spots e merchandising em rádio com a assinatura “Todo mundo tem um lado Devassa. A Sandy também”. Na internet, que inclui a reformulação do site da marca, a criação é da ID/TBWA. Reprodução/Fonte: Meio & Mensagem.

    Então, aproveite e confira aqui o novo comercial da Devassa.



    Espalhe por ai:
  • Guerra das cervejas

    Fonte: http://www.fmanha.com.b

    E mais um “round” foi finalizado na “guerra” entre as concorrentes Ambev e Itaipava. Desta vez, após denúncia da Itaipava, o CONAR – Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária suspendeu as ações de comunicação da Ambev nas praias do Rio de Janeiro devido a falta da informação “beba com moderação” nas peças criadas.

    Recentemente, em janeiro, a Itaipava foi suspensa de comercializar seu produto nas latinhas vermelhas (edição especial feita para a corrida de Stock Car) pela Terceira Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio. A prática foi julgada como concorrência desleal por se aproveitar dos investimentos de marketing e publicidade feitos pela concorrente, Ambev.

    Fontes: O Globo e Bluebus


    Espalhe por ai:
  • Embalagens de cerveja: ontem e hoje

    As embalagens possuem importância fundamental no desenvolvimento de muitos produtos. Com as funções de proteção, comunicação, vendas e transporte, as embalagens produtos são o elo  produto e consumidor. Para muitos,  passam até a ser objetos de desejos, coleção e bibelôs.

    Convido-o a observar algumas embalagens antigas e novas de cervejas. Perceba mudanças no shape(formato), design, cores, rótulo e até mesmo materiais, pois algumas são do período que ainda eram produzidas de ferro.

    Algumas imagens daqui.

    Espalhe por ai:
  • Produtos bizarros #10 – Cerveja para crianças


    Apesar de ser um produto isento de álcool, o produto possui o mesmo signo representativo da versão alcoólica através da embalagem de cerveja. Pode até ser coerente com a proposta do produto mas, convenhamos que, para o universo infantil, tais associações podem ser perigosas mediante a formação do caráter e personalidade.

    A dica do produto para a série “Produtos bizarros” foi dada pelo amigo Bruno(@colunazero). Fonte: Lazer e Beleza.

    Veja mais produtos bizarros, aqui.

    Espalhe por ai:
  • Brahma, nova lata

    Teaser

    Teaser

    Através de um teaser criado pela agência África e veiculado durante o mês de julho, a cervejaria Ambev fez a transposição do layout gráfico da lata e da rotulagem da cerveja Brahma. A mudança, um tanto complexa para o segmento de cerveja, deixou de lado as cores branca associada a espuma e pureza e/ou predomínio de dourado em outras marcas para incluir a cor vermelha (uma cor forte, normalmente vinculado a refrigerantes de cola, na categoria bebidas).  Além da alteração gráfica, a logotipia recebeu atenção para um visual com maior tamanho e proximidade das letras(tipos) utilizada afim de aumentar a velocidade de leitura da marca, evitando o desconforto do raciocínio sobre a mudança e com efeito de “relevo” no logo atual. Importante ressaltar que, toda alteração no estereótipo formado na mente dos clientes/consumidores em perspectiva, deve vir com um período de instrução e “doutrinação” dos novos códigos(signos) inseridos.Nota-se também que, sutilmente, a marca retoma como estratégia de comunicação a inclusão do humor para criar empatia e maior relacionamento consumidor-produto.

    Aproveite e veja o making off da campanha para TV.


    Espalhe por ai: