• O abismo entre os clubes brasileiros e europeus

    Vamos falar rapidamente de futebol, mas não necessariamente sobre o jogo dentro das 4 linhas. Aproveitando o ensejo da final do Campeonato Mundial Interclubes, é notório (e tem um bom tempo) que os clubes europeus estão em grande vantagem competitiva sobre nossos clubes brasileiros. Novamente, reitero, não trata-se apenas da diferença dentro de campo, mas na organização, capacidade de investimentos e linguagem para seu público.

    Imagem: BBC

    O fato é que a maioria dos clubes brasileiros estão no século passado em se tratando de Gestão profissional e, até mesmo na fidelização de público para o futuro, bem como o aproveitamento do potencial de imagem de marca que cada agremiação possui. Exemplificando, observem o Bayern de Munich, atual e recente campeão mundial interclubes. O clube possui Capital Aberto e tem suas comercializadas em Bolsa de Valores, tendo como um dos principais acionistas a Audi.

    Ainda, recentemente, o clube conseguiu vender 100 mil máscaras de proteção do covid em um intervalo de tempo de 24h, revertendo o faturamento dessa venda para ações de combate a doença. Ainda, pasmem, a ideia desta ação partiu dos próprios jogadores, que fizeram a campanha de forma altruísta. Outro exemplo, que também vem do clube alemão, é o plano de carreira que privilegia a permanência de jogadores no staff do clube. Acrescentando mais uma informação, o Clube possui um roteiro de visita para turistas que faz parte das atrações oficiais da cidade de Munique.

    Gostou? Quer mais?
    Então vamos falar de linguagem de comunicação. O clube preza por uma linguagem moderna e com foco no target. Aqui nas Américas, por exemplo, o clube tem parceria com vários portais (Yahoo Sports, por exemplo) para disseminar a imagem da marca no continente americano. Ainda, o clube utiliza tecnologia SAP para análise de dados sobre o perfil do seu torcedor e CRM – Gestão do Relacionamento com o Cliente, a fim de premiar torcedores fieis e personalizar a experiência do cliente.

    E o hino? Já ouviram o Hino do Bayern? Com uma linguagem moderna e direcionado aos jovens, o hino é um capítulo a parte. Segue abaixo vídeo com hino e letra. Definitivamente, falta muito, mas muito mesmo para chegarmos em “outro patamar”.


    https://www.youtube.com/watch?v=ipjY6eHFJ38

    Espalhe por ai:
  • Linguagem informal estreita relacionamento entre empresas e consumidores


    Em tempos de maior proximidade com o consumidor e facilitado pelos vários meios de comunicação (e tecnologia da informação), muitas empresas tem adotado um diálogo mais coloquial em seu dia a dia, no relacionamento com o cliente, afinal, sob a ótica do cliente “o prazer provém de poder falar na primeira pessoa, de dizer” eu” e de ser ouvido” (Chanlat e Bédard, 1992, p. 144).

    São várias as organizações que ganham notoriedade a partir desta comunicação empresarial mais jovial e em tom de amizade, tais como Nubank, Waze , Cemitério Jardim da Ressurreição (Cemi), Prefeitura de Curitiba, Netflix Brasil , dentre outras.

    Esse modelo de formato da linguagem (dentro dos canais formais), além de divertida, provoca simpatia e demonstra uma afinidade da marca com características particulares de algumas mídias sociais e, obviamente, estar afinado com o meio no qual você interage, acaba gerando credibilidade.

    Espalhe por ai:
  • Você consegue enxergar a letra C, embutida no símbolo do logo do Carrefour?

    Observe bem o logotipo da empresa francesa @carrefourbrasil e responda o seguinte desafio: você consegue enxergar a letra C, embutida no símbolo deste logo?

    Muitas pessoas acham que o símbolo contido no logo representa uma seta, ou até mesmo uma âncora. Em verdade, o fantástico desenho deste logo consiste em um losango com duas setas dentro, ou um quadrado com o C dentro.

    Sensacional, não é mesmo? O mais impressionante ainda é saber que “por trás” desta percepção existe um conceito chamado Lei do Fechamento – que faz parte da Gestalt (forma; estudo da percepção humana sobre as formas). Esta regra estabelece que nosso cérebro “enxerga” objetos que estão agrupados como sendo um único item, e isso é o que acontece no símbolo do Carrefour.

     

    Espalhe por ai:
  • Você está monitorando sua atividade nas redes sociais?

    Toda atividade profissional nas redes sociais requer monitoramento constante de vários itens, tais como:

    • Configurações gerais da conta, página e perfil, bem como imagens de capa.
    • Palavras-chave utilizadas e correlação com o SEO de seu site e blog.
    • Qualidade, alcance e nível de engajamento do Conteúdo publicado.
    • Qualidade das fotos, imagens e artes criadas, de acordo com sua marca e identidade.
    • Análise das métricas da página na rede social. Retorno sobre o investimento em ads e impulsionamentos.
    • Resposta e atenção aos comentários, críticas e dúvidas. E aí, você tem dado devida atenção ao perfil da sua empresa, nas redes sociais?

     

    Espalhe por ai:
  • O Facebook lançará sua plataforma para namoros

    O #facebook lançará sua plataforma para namoros.

    Em breve, a empresa de Mark Z. disponibilizará seu FaceDate, um recurso e plataforma para conquistas amorosas. Nele, perfis de solteiros /solteiras poderão criar um perfil adicional que só será visível por pessoas que também optaram por procurar por pessoas.

    O que acham? Será o fim de Badoo, Tinder e outros?

    Fonte da imagem: encurtador.com.br/qBY29

    Espalhe por ai: