• Você é muito mais do que aquilo que você produz. Você é aquilo que é capaz de amar

    Um negócio que não produz nada além de dinheiro é um negócio pobre”. Henry Ford.

    Estou terminando de ler o livro Wikinomics. Um livro que tenho desde 2009 e que ainda não tinha me animado a ler. Não tinha me animado simplesmente porque eu achava que era um livro monótono e maçante. O que não é verdade. Apesar de alguns amigos terem me dito que era um excelente livro, ele tava aqui na minha estante, enquanto outros livros, muitos deles muito menos interessantes até, foram passando em sua frente.

    Mas, não é isso que eu quero dizer. Quero dizer de um caso que li nesse livro sobre a utilidade de filósofos para algumas empresas e, com isso, dizer das lições de filosofia, que é uma matéria na qual a maioria das pessoas não presta atenção nem conseguem enxergar a sua conexão com o empreendedorismo.

    Existe uma corrente na filosofia que diz que, quando conhecemos uma pessoa e nos relacionamos com ela, seja qualquer o tipo de relacionamento (profissional, amizade, namoro, casamento, e até mesmo inimizade), esse relacionamento faz com que um pouco da essência da pessoa fique em você. E, obviamente, que um pouco de você fica na pessoa, como era de se esperar.

    Ou seja, aprendemos também conforme nos relacionamos. Aprendemos sobre a essência das pessoas, sobre pontos-de-vista, sobre opiniões, sobre gostos e ficamos com aquilo pra gente. A partir desse momento, parte da pessoa torna-se nossa propriedade e, o mesmo acontece com essa pessoa com quem nos relacionamos. (mais…)

    Espalhe por ai:
  • Empresas brasileiras melhoram índice de sobrevivência

    Boa notícia para o empreendedorismo brasileiro. A taxa de sobrevivência das empresas após o segundo ano de existência subiu de 71,9%, apurados em 2005, para 73,1% em 2006.

    Fonte: Fatores Condicionantes e Taxas de Sobrevivência e Mortalidade das MPEs no Brasil - Sebrae

    Os dados, conforme divulgados pelo Sebrae, mostram o momento positivo que as pequenas e micro empresas passam no ponto de vista de melhoria de processos e de planejamento do negócio. Um dos fatores apontados é o aumento da qualificação dos empresários.

    Os empresários que têm curso superior completo ou incompleto já são 79% do total, e aqueles com experiência anterior em empresa privada subiram de 34% para 51%.

    Outro item bem interessante é o aumento das mulheres na gestão empresarial, afinal, 33% das empresas ativas são administradas por elas. Evidentemente que muitos e importantes problemas ainda necessitam de correções, mas o índice coloca o Brasil em proximidade com dados de países como Canadá e superior aos números da Itália e Espanha, por exemplo.

    Leia mais aqui.

    Espalhe por ai:
  • Entrevista com Sílvio Santos – 30 anos do SBT

    Durante a festa dos 30 anos do SBT, Sílvio Santos respondeu perguntas sobre audiência, TV Globo, empreendedorismo e dinheiro. Não há como negar que o Senor Abravanel é um cidadão e profissional com muitas qualidades e referência no emprendedorismo brasileiro. Vale a pena ouvir alguns trechos, reproduzidos no vídeo abaixo.


    Espalhe por ai:
  • Site, domínio e hospedagem grátis para sua empresa


    Agora sua empresa (pequenas e médias empresas) pode ter a primeira página na internet totalmente grátis. Com uma iniciativa do Google, Yola e Sebrae, o projeto “Conecte seu negócio” oferece a oportunidade de vários benefícios aos primeiros 5.000 empresários que aderirem ao programa. Além do criação e hospedagem grátis do site, o programa permite a criação de anúncios no adwords, descontos na compra de equipamentos da HP e apoio do Serasa. Uma boa né?

    Saiba mais no tutorial/vídeo abaixo e acesse o link aqui / “Conecte seu negócio”.



    Espalhe por ai:
  • Sonho x Delírio

    De fato, o cérebro humano é a principal fonte geradora do mais importante insumo para o empreendedor: o sonho. Também denominado como ideia, o sonho é aqui proposto é justamente o oposto do delírio ( s.m. Estado mórbido que leva o paciente a proferir palavras sem nexo). O único componente comum a ambos é o estusiasmo, ou seja, a crença na força para a realização dos objetivos.

    O sonho do empreendedor é a junção do conhecimento-próprio e criatividade para o alcance de alguma oportunidade que possibilite crescimento mercadológico. Conforme Dolabela (2003)  “O empreendedor é alguém que sonha e busca transformar o seu sonho em realidade”. Trata-se de um sonho “organizado”!  A grande diferença entre a simples criatividade e o empreendedorismo é a transformação do sonho em algo real (empresa, produto/serviço) e, para migração, algumas características são importantes.

    visão conceitual (capacidade de enxergar em 360 graus; fazer correlações entre diversas áreas do conhecimento);

    noções de processos administrativos: finanças, contas a pagar/receber, contabilidade e etc;

    ser observador, curioso e privilegiar o ineditismo;

    ter capacidade de aprendizado com erros e com os outros indivíduos;

    capacidade para tomar decisões e assumir riscos calculados;

    planejar.


    Espalhe por ai: