• Nintendo Wii

    Atenção! Cuidado ao fazer demonstrações de produtos ao vivo. Certifique-se antes de que está tudo correto.

    Assista o vídeo e entenderá do que estou falando.

    Vi no Não Salvo.

    Espalhe por ai:
  • Halloween – Gostosuras ou travessuras?

    Dia 31 de outubro é comemorado o “Halloween”. A comemoração do “dia das bruxas” tem um simbolismo muito forte, principalmente nos EUA, Canadá e Reino Unido. No país americano, a identificação da população com este dia é tão grande que ruas, lojas e residências decoram seus ambientes e vivem intensamente o 31 de outubro. É importante considerar que, a tradição não condiz com a cultura raíz brasileira e muitos abominam o fato de importarmos a reprodução de hábitos. Esta discussão é mais aguda e  remete ao aprofundamento do comportamento de dominante e dominado.

    Atualmente, a festa constitui-se em uma grande oportunidade mercadológica e de desenvolvimento de ações de promoções de vendas no varejo e indústria. A data faz parte do calendário promocional de marketing e é explorada beneficamente pela indústria de cosméticos e beleza, alimentos e por prestadores de serviços como escolas, aluguéis de roupas, salões de festas e outros.  Você sabe algo mais sobre o Halloween e as oportunidades mercadológicas para esta data? Deixe um comentário!

    Abaixo veja foto de uma residência em Piermont Village, em NY, decoradíssima, rsrs.

    halowenn

    Foto by MGP. Clique na imagem para melhor visualização.

    Saiba mais sobre o Halloween aqui, aqui e aqui,

    Espalhe por ai:
  • Mídia funcional

    Para muitos a ideia é relativamente boa, pois possui humor e impacto e toma partido de “carona” para a veiculação. Entretanto, o comportamento humano segue modelos mentais padronizados e, neste caso, pode causar uma certa repugnância e repulsa no uso e nem tudo que tem impacto é eficiente. O ideal seria uma pesquisa de observação para trazer informações sobre o uso e comportamento das pessoas expostas a mídia.

    Aproveito o post para introduzir um conceito oportuno: este é um exemplo de mídia funcional. O objeto não é mídia mas está fazendo a função de mídia.

    Peguei a imagem do excelente blog da Lígia.  Também está disponível no Bicho de Goiaba e no advertolog.

    kleenex-guerrilha02

    E aí, o que você pensa sobre esta ação da Kleenex?

    Espalhe por ai:
  • Merchandising

    De acordo com a American Marketing Association – AMA, merchandising é a ação de entregar o “produto certo, na hora certa, no preço certo, para o público certo”. Entretanto, no Brasil, a palavra merchandising possui duas conotações bem diferentes. Em nosso país aceitamos os termos de “Merchandising Televisivo” e “Merchandisign no Ponto de Venda” e ambos são ações derivadas de promoção de vendas. O primeiro é uma forma de inserção publicitária e o outro tem foco em ações no pdv.

    A nomenclatura  “Merchandising Televisivo” foi introduzida pela TV Globo (quem utilizou deste recurso pela primeira vez foi o ator Luiz Gustavo na novela Beto Rockefeller, como incremento ao seu salário porém sem o consentimento da direção da novela) e diz respeito às inserções publicitárias dentro de programas de TV(novelas, programas de auditório e etc) que fazem parte do texto ou roteiro do programa.

    Já o “Merchandising no Ponto de Venda” é a exibitécnica, ou seja,  um conjunto de técnicas de apresentação e arrumação do produto no ponto de venda.

    Nos vídeos abaixo temos dois exemplos de merchandising televisivo, um presente na novela “Paraíso” e outro muito engraçado, no filme  “Quanto mais Idiota Melhor”:

    Espalhe por ai: